Brasil

STF concede prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica para irmã de Aécio

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (20), por 3 votos a 2,  converter a prisão preventiva de Andrea Neves,  irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), em prisão domiciliar, com monitoramento com tornozeleira eletrônica.

Andrea Neves é investigada junto com Aécio por suposta prática de corrupção, organização criminosa e embaraço às investigações. Ela já foi denunciada e estava na cadeia desde o último dia 18 de maio.

Além do recolhimento em casa e do monitoramento eletrônico, Andréia ficará proibida de se ausentar do país sem autorização judicial, devendo entregar seu passaporte.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.