Ceará

Com elenco recheado de cearenses, Fortaleza tenta repetir acesso com "filhos da terra"

Nos dois últimos acessos do Fortaleza, em 2002 e em 2004, ambos à Série A do Campeonato Brasileiro, o elenco tricolor contava com um número substancial de cearenses. Desta vez, são apenas nove cearenses no elenco, mas no time considerado titular, alguns assumem uma importância grande para o sucesso do Fortaleza até aqui na Série C do Campeonato Brasileiro.

A dupla de laterais titular é genuinamente cearense. Felipe, de Maranguape, e Bruno Melo, de Paracuru, são absolutos na posição. Bruno Melo, inclusive, marcou três gols na Série C, ajudando o Fortaleza a conquistar pontos importantes na primeira fase da competição.
No meio-campo, há quatro cearenses. Ronny, Leandro Lima, Everton e Wesley. Destes, os três primeiros têm atuado mais. Leandro Lima desbancou Adenílson e é o meia de criação do Fortaleza nesta reta final da disputa. Ronny, que veio do Hertha Berlim, marcou três gols que deram cinco pontos ao Fortaleza. O último deles, inclusive, contra o Moto Club, garantindo a vitória e a classificação ao mata-mata.

Fecham a lista o terceiro goleiro Matheus Jesus (da Capital), da base, o zagueiro Max Oliveira (também da Capital), que não vem mais sendo relacionado, mas que teve sua época como titular do elenco. Além deles, o lateral Eduardo (de Santana do Acaraú) também está na lista de cearenses do atual elenco tricolor.
Leandro Lima, meia do Fortaleza, também é cearense (Foto: Stephan Eilert)
Marcaram época
No elenco de 2004, que conquistou o último acesso do Leão (à época, o time subiu da Série B para a Série A do Brasileiro), é possível elencar vários atletas nascidos no Ceará que atuaram pelo Tricolor e tiveram grande importância. O torcedor, decerto, irá lembrar de nomes como Erandir, Rogerinho, Mazinho, Dude, Sérgio e Índio.

No time de 2002, o elenco tricolor estava recheado de atletas nascidos na Terra do Sol. Ao todo, eram 20 atletas. No time titular do último jogo, pelo menos sete jogadores eram genuinamente cearense. Se resgatarmos alguns nomes, a torcida irá rememorar Jefferson, Carlinhos, Chiquinho, Sérgio, Erandir, Dude e Clodoaldo. Este último, por sinal, é um dos maiores ídolos da história do Tricolor do Pici.
Erandir, ídolo no Fortaleza, vestiu a camisa do Ferroviário nesta temporada no Cearense (Foto: Raíssa Feijó/Ferroviário)
Para o jornalista e editor do caderno Jogada do Diário do Nordeste, Gustavo de Negreiros, os cearenses fizeram a diferença nos dois anos do acesso. Os destaques ficam com Dude, Clodoaldo e Erandir.

- Dude é um jogador daqueles que ainda resgatam aquele sentimento de amor à camisa. Foram mais de 400 jogos pelo Fortaleza e a participação dele foi fundamental nas duas campanhas de acesso, seja como titular absoluto ou como opção no banco. Clodoaldo nem se fala. Melhor jogador do Estado do Ceará na década de 2000, sem dúvidas. Em 2002, ele foi fundamental pelos gols, dribles e partidas marcantes, inclusive na partida contra o Jundiaí, em São Paulo, ele marcou 3 vezes na goleada de 6 a 1 que sacramentou a ida do Leão para a Série A. Em 2004, Clodoaldo teve passagem mais discreta, oscilando no banco de reservas. Erandir, esse sim pode ser considerado peça fundamental nas duas campanhas de acesso. Seguro, raçudo e com boa saída de bola, ele atingiu nível elevado até se transferir para o Atlético-PR - afirmou o jornalista.

Vale observar que Ronaldo Angelim, ídolo tricolor, nasceu no interior de São Paulo, na cidade de Itu. Foi morar no Ceará muito cedo e, por isso, não está na lista como cearense de origem. Mas o coração do Magro de Aço decerto é tricolor.
Em 2002, Clodoaldo era um dos cearenses do elenco tricolor (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)
Cearenses no elenco 2017

GoleiroMatheus Jesus (Fortaleza)

Lateral-direito: Eduardo (Santana do Acaraú) e Felipe (Maranguape)
ZagueiroMax Oliveira (Fortaleza)
Lateral-esquerdoBruno Melo (Paracuru)
MeiaEverton (Maranguape), Leandro Lima (Fortaleza), Ronny (Fortaleza), Wesley (Fortaleza).

Último time titular de 2002, cearenses em negritoJeffersonErandir, Marcão, Ronaldo Angelim, Chiquinho, Kel, Dude, Juninho, SérgioClodoaldo e Vinícius.

Último time titular de 2004, cearenses em negrito: Bosco; Erandir, Fernandão e Ronaldo Angelim; Sérgio, Marcelo Lopes, DudeMazinho Lima e Juninho Cearense; Guaru e Marco Antônio.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.