Educação

Demissão de professores da prefeitura de Sobral será discutida em assembleia da categoria

O Município de Sobral, amanheceu estarrecido na terça-feira (17), com o anúncio de demissão de professores temporários da rede municipal de ensino, lotados nas escolas da sede e dos distritos. A denúncia foi levantada durante o programa a “hora da notícia” na rádio Paraíso FM.

Calcula-se, que a queda nas receitas e a pressão para manter o controle fiscal, que compromete o equilíbrio no fechamento da folha de pagamento dos servidores e ainda coloca em risco o pagamento da ultima parcela do 13º. Tenha feito o gestor da educação do município preparar esse verdadeiro pacotão de demissões. Contudo, nenhuma nota oficial da prefeitura de Sobral, foi publicada para esclarecer o episódio. 

Sobre as demissões, o presidente do Sind. dos Serv. Municipais (Sindsems), Gilvan Azevedo, disse que: “Estamos convocando a categoria para a mobilização e avaliar os efeitos desse ato para revertermos esse quadro de exonerações”. Adiantou o presidente. 

Segundo Gilvan, “Compreende ser um absurdo a decisão do gestor. Logo Sobral, que desponta com os melhores índices de aprendizagem, devido o conhecimento e o empenho desses profissionais que precisa ser, mas bem tratado”. Reclamou o presidente. 

Aproximadamente 500 professores contratados foram desligados, entre substitutos, cuidadores e arte-educadores. Cortes que poderá prejudicam o serviço e afetar diretamente a receita familiar desses profissionais, bem como, a economia local. 

A direção sindical do Sindsems, convoca os professores contratados que foram desligados, para uma assembleia na próxima sexta–feira (20/10), às 17h, na sua sede (Rua Joaquim Trindade, nº 94 – Centro/Ao lado da prefeitura) para avaliar e acolher sugestões para encaminhamentos que proteja a categoria da onda de demissões. (Vídeo Aqui)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.