Brasil

Governo faz mais trocas na CCJ para salvar Temer de segunda denúncia

O Palácio do Planalto promoveu nesta terça-feira (3) mais uma troca na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) para salvar o presidente Michel Temer e seus ministros da denúncia apresentada pela PGR (Procuradoria-Geral da República).

O Partido da República (PR) tirou da vaga de titular o deputado Jorginho Mello (SC), que havia votado contra Temer, e colocou em seu lugar o suplente Delegado Edson Moreira (MG), que, em plenário, votou a favor do presidente.

A saída de Mello já estava prevista. O Planalto queria tirar não só ele como o deputado Expedito Netto (PSD-RO), que também votou contra Temer.

O líder do PR, José Rocha (BA), negou que a troca tenha sido um pedido do governo. Afirmou que apenas atendeu pedido de Jorginho Mello.

À Folha, Mello disse que José Rocha que pediu sua saída.

"Fui substituído porque voto para seguir o processo. O líder quer contemporizar e eu não quero criar polêmica. Mas não pedi para sair, o governo que me tirou", afirmou o deputado.
(Folha de S.Paulo)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.