Brasil

Mesmo condenado, Lula parece mais forte

Da Coluna Política, do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta terça-feira, mais precisamente o tópico “O que a força de Lula revela”. Confira:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não apenas segue na liderança nas pesquisas como vem em crescimento. No Datafolha de junho, ele tinha 30% das intenções de voto. Neste fim de semana, apareceu com 36%. Nesse intervalo, em julho, ele foi condenado pelo juiz Sérgio Moro. O ex-presidente cresceu depois que teve a decisão judicial contra ele. Desde o impeachment de Dilma Rousseff (PT), as intenções de voto espontâneas no petista triplicaram: de 6% para 18%.

Os recentes números mostram muitas coisas. Primeiro, que a saída do PT do poder distanciou a sigla do desgaste. As medidas impopulares do governo Michel Temer (PMDB) recolocam a principal força de oposição como alternativa de poder.

Além disso, o fato de Lula estar ainda mais forte depois de condenado mostra as reservas da opinião pública em relação à Justiça e ao Ministério Público. As denúncias e mesmo a decisão judicial contrária não foram argumento suficiente para convencer um em cada três eleitores de que não seria uma boa ideia recolocar o petista na Presidência.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.