Brasil

Mostra de ''artes'' queima Bíblias e faz apologia ao aborto em escola

Os alunos da Escola Estadual Dom Geraldo Fernandes, em Cambé, norte do Paraná, estão no meio de uma grande polêmica na cidade.

Com o objetivo de fazer críticas a crimes sexuais cometidos por padres, a exposição produzida por uma professora da escola quis fazer um protesto contra os crimes sexuais de padres. Para isso, páginas da Bíblias foram queimadas e sobre um púlpito foram coladas manchetes de jornais. Além disso, a tal mostra de “artes” também falaria sobre aborto e suicídio.

Uma das obras mostra uma boneca pendurada por uma corda, questionando se o ato (se suicidar) seria a “solução para seus defeitos”. Também há objetos usados para realizar abortos em exibição. Para muitos as cenas foram interpretadas como apologia pelos pais dos alunos.
O vereador Paulo Soares (PTB) divulgou as imagens da exposição nas redes sociais. O pai de um dos alunos gravou um vídeo denunciando o ocorrido, onde ele revela que os pais de alunos ficaram indignados com o que viram.
 
O delegado Roberto Fernandes de Lima revelou que uma mãe registrou queixa por se sentir incomodada com a exposição. Ele considera o evento “um absurdo” e disse que na segunda-feira a direção da escola será intimada para prestar depoimento. Professores, pais e alunos também devem ser ouvidos.

O assunto ganhou repercussão nacional quando o senador Magno Malta (PR/ES) tomando ciência do ocorrido enviou um email à promotora Patrícia Macedo, para que as “provas do crime” não desaparecessem durante o final de semana. Como presidente da CPI dos maus-tratos infantis, o senador disse que na próxima semana irá convocar o diretor da escola pra depor em Brasília e pediu que os pais “reajam” a esse “crime descarado”.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.