Brasil

Mulher é morta pelo ex-marido dentro de viatura da Polícia Militar

Ela acionou a Polícia após descobrir uma câmera escondida que transmitia em tempo real sua rotina e de seu filho de 8 anos. O ex-marido confessou ter instalado o equipamento por ciúme.

Uma mulher foi morta pelo ex-marido nesse sábado, 7, em Minas Gerais, quando estava dentro de uma viatura da Polícia Militar (PM). A informação é do portal Estadão. Laís Andrade Fonseca, 30 anos, localizou uma câmera escondida dentro de sua casa e acionou a PM. A câmera se encontrava no banheiro e transmitia em tempo real sua rotina e de seu filho de 8 anos.

O ex-marido de 34 anos confessou ter instalado o equipamento por ciúme, após ser procurado pela Polícia. Ao ser detido, ele acabou sendo colocado no banco traseiro da viatura ao lado da ex-mulher, sem algemas. De acordo com Estadão, no momento que eram levados para a delegacia, o ex-marido sacou uma faca e assassinou Laís com um golpe no pescoço. Depois, ele ainda desferiu dois golpes contra si mesmo e tentou fugir pulando da viatura, mas terminou sendo preso.

Ainda segundo o portal, Laís foi encaminhada a um posto do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas já chegou no local sem vida. A Polícia Civil, que investiga o caso, colheu versão dos PMs e eles garantem que revistaram o acusado e que ele não estava armado. Disseram ainda que o ex-marido não apresentava ser agressivo e, por essa razão, foi colocado sem algemas ao lado da vítima.

O portal Estadão informa que os PMs não souberam explicar como ele conseguiu a faca. O batalhão da PM de Teófilo Otoni ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso. O nome do acusado não foi divulgado.
(O POVO Online)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.