Ceará

Suspeitos de fraudar concurso para agente penitenciário são conduzidos à delegacia

Grupo de pessoas foi conduzido à Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco), neste domingo, 1º, por suspeita de fraudes no concurso para agentes penitenciários da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus). A Polícia Civil não informou quantas pessoas foram encaminhadas, mas confirma que o flagrante está em andamento.

Os suspeitos são ouvidos pelo delegado Harley Filho, titular da Draco, conforme O POVO apurou.

O POVO Online procurou a Sejus e aguarda resposta. A prova foi realizada pela Sejus, por meio do Instituto AOCP. As ligações para o instituto, nesta tarde, não foram atendidas.

Ao todo, 61,6 mil pessoas de 76,9 mil inscritos fizeram a prova para agente penitenciário, neste domingo. O concurso foi feito em mais de 40 locais de prova na cidade.

O resultado deve ser divulgado até o fim de outubro e as próximas etapas devem ser realizadas em novembro, de acordo com o Governo do Estado. Após a aprovação no exame objetivo, o candidato passará por outras cinco etapas: inspeção de saúde, avaliação de capacidade física, avaliação psicológica, investigação social e funcional e curso de formação profissional. As datas serão divulgadas após a realização da prova objetiva.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) informou que algumas pessoas foram detidas, mas diz que maiores detalhes serão repassados nesta segunda-feira, 2. "A ação envolveu equipes da Coordenadoria de Inteligência da SSPDS, da Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), de agentes penitenciários da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) e do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Ceará (MPCE)", esclareceu a secretaria. 
(O POVO Online)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.