Ceará

Três adolescentes são mortos em ônibus escolar no Ceará.

Conforme a PM, as vítimas se preparavam para assumir posições de liderança no tráfico. Dois deles eram irmãos.

Três adolescentes foram mortos na noite de ontem, no Município de Paraipaba, a aproximadamente 100Km de Fortaleza. Conforme informações da Polícia Militar, o triplo homicídio aconteceu por volta das 18h30, dentro de um ônibus escolar, na localidade de Cacimbão dos Tabosas. 

Dos três mortos, dois eram irmãos. As vítimas foram identificadas como Francisco Leonardo Silva dos Santos, de 18 anos, José Leandro Silva dos Santos, 15, e Antônio Alison Carneiro Sousa, 15. A PM afirmou que nenhum dos rapazes mortos estava armado. 

Segundo o major PM Charles Robert, o ônibus transitava próximo ao Centro do município, quando foi interceptado por uma dupla armada. "Os dois saíram do mato, entraram no ônibus e, armados, começaram a abordar os passageiros. Ainda roubaram os pertences de alguns", disse o oficial. 

O major afirmou que, ao avistarem os três adolescentes, os criminosos teriam efetuado os disparos de pistola calibre 380 contra eles. O motivo das execuções seria a disputa de território para o tráfico de drogas. 

Carona
"Eles já tinham informação que esses rivais estavam dentro do ônibus. Assaltaram outras pessoas até chegarem neles. Esses jovens mortos são conhecidos na região por usarem drogas e estavam no ônibus escolar pegando uma carona até a Praça, onde estava acontecendo um festejo. O ônibus não transportava alunos. Eram pessoas da comunidade indo para a celebração", relatou o major. 

O oficial lembra que as três mortes de ontem podem ter relação com o duplo homicídio registrado em Paraipaba, no último domingo (29), quando dois jovens foram executados. As vítimas Jonathan Bruno Rodrigues Lacerda, 22, e Jefferson Bruno Rodrigues, 21, eram apontados pela Polícia como líderes do tráfico na localidade.

De acordo com o major Robert, os três adolescentes executados ontem estariam se preparando para ocupar posições de liderança na venda de entorpecentes. "Eles não são suspeitos de participar no duplo homicídio, mas eram cogitados para assumir o comando no lugar dos que morreram", acrescentou o oficial da PM. Pelo duplo homicídio, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirma que foi preso um suspeito identificado como Helano. Até o fechamento desta edição, nenhum responsável pelo triplo homicídio havia sido capturado.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.