Ceará

Vovô trava duelo com o Paraná para se firmar no G4

Em grande fase na Série B, com 51 pontos na 4ª colocação e firme na disputa pelo acesso, o Ceará faz um dos confrontos mais aguardados da parte de cima da tabela, enfrentando o Paraná, 3º colocado com um ponto a mais, pela 30ª rodada da do certame.

A expectativa da partida se evidencia ainda mais pelas duas equipes jogarem um futebol dos mais eficientes e agradáveis da competição, seguindo firme a cartilha do acesso e com campanhas seguras recentes: enquanto o Ceará está invicto a cinco jogos (quatro vitórias e um empate), vencendo os últimos três, o time paranista venceu quatro dos últimos cinco, sendo dois seguidos.

"Será o confronto envolvendo dois dos melhores times da competição, seja em performance como em campanha, por isso tem tudo para ser um grande jogo, com qualidade das duas partes. Eu espero um Ceará muito equilibrado e concentrado para este grande jogo, como a gente vem fazendo. Essa partida é muito importante para a nossa sequência na competição. Vamos com os pés no chão, humildade, mas convicção no trabalho", declarou o técnico do Ceará, Marcelo Chamusca.

'Gordura'
Para o Vovô, que tem uma 'gordura' de quatro pontos para o 5º colocado, uma vitória pode significar abrir ainda mais em vantagem e ficar cada vez mais perto da Série A, restando apenas oito rodadas para o fim. A confiança em um grande resultado é ainda maior pelo retrospecto recente em confrontos diretos: o Paraná será o terceiro seguido do Vovô, que não tomou conhecimento de Vila Nova/GO (2x0 no Castelão) e Oeste (1x0 em Barueri, no último sábado).

"Com certeza os confrontos diretos são determinantes para conseguirmos o acesso, mas tratamos este jogo com o Paraná como se fosse qualquer outro adversário, pois pensamos jogo a jogo. O objetivo é vencer e aumentar ainda mais essa 'gordura que temos para o 5º colocado", admitiu o volante Richardson, autor do gol da vitória diante do Oeste e que será mantido do time titular.

Sobre a equipe que entra em campo, o treinador fez um treino fechado ontem no Vovozão, mantendo a dúvida entre quem joga no meio campo: Raul e Pedro Ken. Com dois desfalques, o goleiro Éverson e o zagueiro Rafael Pereira, Chamusca confirmou as entradas de Fernando Henrique e Tiago Alves.

"Estou muito feliz com a oportunidade. Eu estava esperando esta chance e ela apareceu, com a suspensão do Éverson por cartão amarelo. Não queria que ele tivesse recebido o cartão, pois o Èverson está muito bem e nos ajudando muito, mas me preparei para jogar. Vinha treinando bem, focado e espero fazer um grande jogo. São jogos grandes como este com o Paraná que motiva um jogador", declarou o goleiro Fernando Henrique.

Empolgação
Se não bastasse o momento de confiança dentro de campo, fora dele também há empolgação: a torcida alvinegra lotou o aeroporto no desembarque da equipe, avisando que o apoio no Castelão deve ser similar, com um grande público. Até o fim da tarde de ontem, foram vendidos 16.328 ingressos e o duelo tem tudo para ter um dos maiores públicos da Série B.

"A torcida que move a equipe e motiva. Isso fortalece muito e trás vitórias, pois sabemos que não estamos sós. Existe uma sinergia time e torcida, construída por este trabalho, com dedicação e performance. A empolgação fica com o torcedor, que vai nos ajudar bastante", analisou o técnico Marcelo Chamusca.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.