Ceará

60% das rodovias do Ceará apresentam alguma deficiência, diz pesquisa da CNT

A 21ª Pesquisa CNT de Rodovias revelou que 2.194 quilômetros (60,6% do total) das rodovias avaliadas no Ceará apresentaram, ao longo de 2017, algum tipo de deficiência e foram avaliadas como regulares, ruins ou péssimas. Ainda conforme o levantamento divulgado nesta terça-feira (7), o restante da extensão pesquisada no Estado (39,4% – 1.424 km) é considerado ótimo ou bom.

Apesar de mostrar que ainda há um cenário precário no Estado, a pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) também revelou que a situação das rodoviais cearenses melhorou um pouco ante o ano passado, quando 64% das vias avaliadas apresentavam alguma deficiência. Na época, 2.269 quilômetros foram considerados regulares, ruins ou péssimos (75 km a mais do que em 2017).

Ao todo, a pesquisa da CNT percorreu 3.618 km no Estado. Deste total, 1.227 são de responsabilidade estadual e 2.391 federal. Devido às deficiências apresentadas no pavimento das rodovias do Ceará, o custo operacional do transporte no Estado acaba ficando mais alto, uma vez que rodovias com deficiência reduzem a segurança, além de aumentar o custo de manutenção dos veículos e o consumo de combustível, segundo o órgão.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.