Brasil

A Câmara dos Deputados envergonhou o Brasil

A decisão da Câmara dos Deputados de barrar mais uma  investigação de Michel Temer foi um achincalhe com os brasileiros. Envergonhou o Brasil perante o mundo. Novamente um amontoado de parlamentares se beneficiou dos “favores” oferecidos abertamente pelo governo ilegítimo e virou as costas para a sociedade, que não suporta mais a corrupção e, em sua mais expressiva maioria, quer ver pelas costas o presidente golpista e seus comparsas.

Há provas cabais dos crimes de obstrução da justiça e de organização criminosa praticados por Temer, Padilha e Moreira Franco, além da comprovação da compra votos no Plenário para impedir a continuidade das investigações no Supremo Tribunal Federal (STF). O custo para sepultar as duas denúncias chegou a valores astronômicos, que superam a grande maioria dos programas sociais extintos ou reduzidos pelo governo a todo momento, como o Bolsa Família, o Luz para Todos, o Minha Casa Minha Vida, o Farmácia Popular.

Some-se a isso as concessões criminosas feitas pelo governo às bancadas organizadas, como a Ruralista, premiada com a portaria que praticamente revoga a Lei Áurea e legaliza o trabalho escravo, felizmente barrada pelo STF, ou como a bancada Religiosa, que faturou o perdão das milionárias dívidas das igrejas.

É inaceitável que um governo sem respaldo do voto popular se utilize dos mais escusos meios para se manter no poder, a despeito da reprovação de 94% dos brasileiros.

Temer protagonizou um golpe bancado pelo poder econômico e pelo fisiologismo que campeia entre a maioria dos congressistas. Sua pauta tem sido a destruição de direitos, o entreguismo mais desbragado e a oferta de seguidas concessões aos grandes grupos econômicos. Ele acredita que sua permanência no poder só se manterá na medida em que tiver o apoio e a condescendência do poder econômico. Refém do “mercado”, tudo faz para agradar os donos do dinheiro.

Embora tivéssemos consciência de que afastar Temer significava salvar o Brasil e a democracia, não conseguimos evitar que imperasse na Câmara a cumplicidade com os crimes de uma verdadeira quadrilha. Resta-nos lutar em todos os campos possíveis para impedir que os golpistas continuem saqueando o patrimônio público brasileiro e liquidando direitos de nosso povo.

Não podemos admitir que, após o resultado favorável obtido por Temer na Câmara, seu governo sem legitimidade prossiga em sua escalada ultraliberal investindo contra os mais elementares direitos e conquistas dos brasileiros, privatizando empresas estratégicas como a Eletrobras, sucateando e enfraquecendo nossa Petrobras, entregando ao governo americano o controle de nossa Base de Lançamento de Satélites, liquidando em definitivo com a possibilidade do trabalhador um dia conquistar sua aposentadoria.

Com a proximidade das eleições de 2018, temos de estimular a efetiva participação política das pessoas, que será fundamental para elegermos um presidente ou presidenta e um Congresso  comprometidos com os direitos da maioria da população e com a soberania de nosso país. A mobilização popular é crucial para nos livrarmos dos maus políticos, que vendem votos e opiniões a quem pagar mais e pouco se importam com os anseios do povo.
(Brasil 247)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.