Brasil

Lula afirma que se voltar à presidência vai consultar população sobre reformas

Luiz Inácio Lula da Silva disse que, se eleito no próximo ano, vai consultar a população sobre reformas, como a trabalhista, aprovada por Michel Temer. Esta consulta, segundo planeja o ex-presidente, se daria por meio de um referendo. Além disso, o assunto também seria debatido no Congresso. A afirmação foi feita ao jornal francês "Le Monde" neste sábado, 18. A informação é da Folha de S. Paulo.

Questionado sobre a política de Temer, Lula diz que "isso não é política", visto que o presidente não constrói nada. "Esse governo reprisa "O Exterminador do Futuro 1 e 2". Ele destrói. Ele reduz investimento em educaão, aquilo que há de mais sagrado, em ciência e tecnologia, e se desfaz do patrimônio público", disse.

Sobre sua candidatura, Lula disse que o momento da decisão, que fica a cargo do seu partido, chegará. Ele aproveitou a oportunidade para criticar a preocupação do mercado financeiro com sua possível candidatura, vista como a de um populista na América Latina. O petista disse que é ridículo e hipócrita, já que os mercados já presenciaram o seu governo e viram que foi um dos melhores momentos para a economia.

Para Lula, o que amedronta o mercado é o seu modo de pensar a política, que não irá permitir privatizações, além de privilegiar a produção à especulação.

Na entrevista, também falou sobre a Lava Jato, operação que é favorável, mas contrário aos "excessos e as "mentiras". Lula disse que toda política de combate a corrupção é bem-vinda. Para ele, o erro da operação foi politizar e midiatizar debates, "de se entregar à pirotecnia", afirma.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.