Ceará

Novos 1.372 homens e mulheres iniciam curso preparatório da Polícia Militar do Ceará

A 3ª turma do último concurso público para a Polícia Militar começou, nesta quinta-feira (30), o Curso de Formação para a Carreira de Praças. Os 1.372 aprovados que compõem o grupo participaram da aula inaugural na Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp). A solenidade contou com a presença do governador Camilo Santana, acompanhado do secretário da Segurança Pública, André Costa, dentre outras autoridades políticas e das Forças de Segurança do Estado.

Realizado em 2016, o processo seletivo compreendeu a abertura de 4.200 novas vagas na PM. Os primeiros 1.350 aprovados já estão nas ruas desde outubro, e a segunda turma terminará o curso no próximo domingo (3), com previsão de formação até o fim do ano.


Camilo Santana lembrou em seu discurso que resolveu antecipar a convocação daqueles que passaram no concurso para garantir reforço no efetivo da Polícia Militar, agilizando assim novas ações do Governo do Ceará no combate à criminalidade.


“Eu estou me planejando para no próximo ano chamar ainda mais profissionais, para aumentar o compromisso de ter cada vez mais efetivos na Capital, na Região Metropolitana, no Interior do Estado. Em diversos municípios contamos com a instalação do Batalhão do Raio, do Batalhão de Divisas, com os monitoramentos eletrônicos dos municípios acima de 50 mil habitantes. Para tudo isso, precisamos aumentar nossa força policial. Também já estão sendo convocados, por exemplo, mais 730 da Polícia Civil. Tudo isso para cumprir a nossa estratégia de garantir mais segurança ao povo cearense”, disse o governador.

Mais policiais em campo
De 2015 até este mês, o Governo do Ceará reforçou a Polícia Militar com 2.786 novos policiais, entre oficiais e praças. Se somados aos efetivos nomeados da Polícia Civil (650), do Corpo de Bombeiros (275) e da Perícia Forense (108), o número de efetivos lançados a campo nos últimos anos é de 3.819 profissionais. Com os mais 2.800 soldados que serão formados pela Aesp, referentes às 2ª e 3ª turmas do último concurso para PM, o número alcançará a marca de mais de 6.600.

O curso
Titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa destacou o trabalho da Academia focado em preparar o profissional da Polícia Militar tanto com teorias e conhecimentos acerca do serviço público quanto com treinamentos práticos da atividade policial.


“Eles vão passar por um treinamento que dura entre quatro e cinco meses. São diversas disciplinas teóricas, com uma preocupação muito grande com Direitos Humanos, e também na parte tática e operacional. Pela primeira vez na história, conseguimos aqui na Aesp que os praças treinem não apenas com armas curtas, mas também com armas longas, que estamos adquirindo mais para o Estado. Eles vão estar aptos a operar nas ruas com todo o equipamento”, detalhou o secretário.

Conquista alcançada
Daniel Lopes, 27, era gerente de loja até decidir abdicar de tudo para abraçar os estudos. Tudo para realizar o sonho de entrar para a Polícia Militar através do concurso público realizado em 2016. Após a alegria da aprovação, veio a ansiedade de começar os serviços como praça. E, nesta quinta-feira, a sua história como PM enfim começou.

“A expectativa é a melhor possível. O governador adiantou toda a turma e agora é trabalhar em prol do término do curso e darmos entrada preparados para ajudar a Polícia Militar. É um concurso concorrido e tive que suar na preparação e passar. Abri mão de muita coisa, do trabalho, para conseguir estar aqui. É um momento de felicidade”, definiu.


Com os milhares de policiais enfileirados para a aula inaugural, também se fizeram presentes na Aesp familiares orgulhosos de cada novo servidor do Estado do Ceará. Entre os sorrisos dos acompanhantes estava o da designer Alícia da Silva, 20, esposa do mais novo praça, Antonio Luís Pereira. Nos braços ela carregava o filho recém-nascido do casal, Luís Guilherme, de 22 dias, que desfilava no braço da mãe com réplica do uniforme da Aesp, especialmente feito a pedido do pai.

“A ideia do uniforme foi dele e resolvemos atender para esse momento especial. Ele merece muito estar nesta aula inaugural e, em breve, ir para as ruas começando o trabalho na Polícia Militar. Tudo isso foi fruto de muita dedicação, muito estudo. Estamos todos orgulhosos e felizes pela conqusita”, sorriu Alícia, que foi chamada ao palco pelo governador Camilo Santana.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.