Brasil

Pesquisa mostra que 92% dos lares têm celular, e esgoto chega a apenas 66%

A falta de saneamento básico no país continua a ser um problema distante da solução. É o que mostra a Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua. Ao contrário desse realizada, o acesso à tecnologia móvel se aproxima da universalização.

Segundo a pesquisa, em 2016, enquanto 92,3% ou 63,8 milhões dos lares brasileiros tinham pelo menos um morador com telefone celular, apenas 66% ou 45,6 milhões de famílias tinham sua rede geral ou fossa ligada à rede, ou seja, contavam com tratamento de esgoto.

A Pnad Contínua mostra ainda que 29,7% das famílias tinham fossa, mas ela não era ligada à rede. Os dados mostram uma disparidade de acesso ao esgotamento sanitário entre as regiões.

Percentual de famílias com esgoto tratado
Sul – 64,8%
Centro-Oeste – 55%
Nordeste – 44,3%
Norte – 19%

Enquanto isso, o percentual de famílias com ao menos um morador com celular é alto em todas as regiões
Norte e Nordeste – 88%
Sudeste – 93,7%
Sul – 94,8%
Centro-Oeste – 96,9%

Internet
A maioria dos lares brasileiros já tem acesso à internet: eram 63% ou 44 milhões de famílias em 2016.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.