Sobral

Sobral terá seminário sobre apicultura nesta quinta-feira (23)

Sobral. Promovido pela Federação Cearense de Apicultura, o 1º Ceará Mel, Seminário Cearense Sobre Abelhas, realizado nesta quinta-feira, no Centro de Convenções deste Município do Norte do Ceará, abordará, em palestras e cursos, a situação do setor no Estado e as ações adotadas para reverter o quadro em que se encontra a produção de mel e seus derivados, resultado das sucessivas estiagens que o Ceará tem enfrentado nos últimos seis anos. Segundo levantamento feito pela Federação, as seguidas quedas na produção, giram em torno de 25%, do total de 6 mil toneladas que tornavam o Estado o primeiro no ranking nacional, em 2011 (IBGE). 

Com a criação do Cadastro Apícula, a Federação busca, não apenas atualizar informações sobre o setor, mas também consolidar ações que ajudarão na retomada de seu desenvolvimento, aproveitando os bons resultados observados em algumas regiões, ao longo da última quadra chuvosa, que trouxe esperança para toda a cadeia produtiva de mel, que depende, entre outras situações, de uma boa florada. O levantamento de dados se estende a todas as regiões, agregando cerca de 8.500 famílias. 

No Ceará, a produção está nas regiões Norte, abrangendo o Vale do Acaraú, Serra da Ibiapaba e Litoral Extremo Oeste; Região Metropolitana, com Fortaleza, Vale do Curu e parte do Litoral Leste; Sertão dos Inhamuns, com Sertão Central, Centro Sul e região de Crateús; e o Cariri, que se destaca em produtividade (juntamente com Sertão Central e Vale do Jaguaribe). A situação da apicultura nessas regiões será tratada durante as palestras, além da importância da criação de mecanismos para a convivência com o Semiárido. 

"Tudo o que vai ser discutido é de extrema importância para os que fazem parte dessa cadeia de produção, pois temos a presença de pessoas renomadas no assunto, que vão orientar e tirar dúvidas sobre o tema. Os cursos também vão atualizar as famílias que lidam com o mel, além de capacitá-las para que possam tirar o melhor proveito possível das suas produções", explica Irineu Machado Fonseca, que é presidente da Federação Cearense de Apicultura.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.