Ceará

Violência no Ceará deixou 502 pessoas assassinadas em outubro. No ano, já são 4.204 homicídios

O estado sofre por conta da guerra entre facções, com média de 15 homicídios/dia

Balanço parcial indica que o Ceará fechou o mês de outubro de 2017 com 502 casos de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), ou seja, homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Com isso, no acumulado de 10 meses, o estado já contabiliza, nada menos, que 4.204 assassinatos. Contudo, até o fechamento das estatísticas oficiais do governo, através da sua Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) esses índices tendem a aumentar.

Em outubro, os 502 casos contabilizados nesta estatística parcial revela que a Capital apresentou o maior número de assassinatos. Foram 177 casos,. Nos Municípios que compõem a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram mais 120 crimes de morte.

Sertão
No Interior do estado, o balanço apontou 205 assassinatos, sendo 107 na Região Sul e mais 98 na  Região Norte, com destaque para o Município de Sobral que já registrou 103 assassinatos no ano.

Municípios da RMF também contribuíram para a escalada da violência, entre eles, Pacajus e Chorozinho, Caucaia e Maracanaú, considerados os mais violentos da região.

Em comparação ao mês de outubro de 2016, quando foram registrados 278 homicídios, conforme dados oficiais da SPPS postados em seu site, o mês passado teve um aumento da ordem de 80,5 por cento.

Cidades violentas
O Município de Sobral teve uma alta na criminalidade em outubro, com seguidos casos de assassinatos que totalizaram 103 em 10 meses.

Já as cidades de Pacajus e Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza, registraram, juntas, 151 casos de homicídios. Na primeira, 82 pessoas foram assassinadas em 10 meses. Na outra, 69. 
(Jornalista Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.