Brasil

Whindersson Nunes revela como vive e como administra a fama e a grana

Os números de Whindersson Nunes não deixam dúvida: o youtuber tem um canal com mais de 24 milhões de inscritos, um dos maiores do mundo, vídeos que passam rotineiramente de 10 milhões de views, uma empresa com 30 funcionários e um jatinho de nove lugares. 

Mais do que apenas uma trajetória de sucesso, a fama explosiva desse piauiense de apenas 22 anos mostra para onde aponta o umbigo da cultura popular. Um exemplo? trabalhar na TV já foi um sonho, mas não passa mais pela sua cabeça. "Hoje eu sou meu próprio patrão".

Aos 22 anos, o youtuber fala das mudanças ao longo desses anos. "tive uma outra vida já, totalmente diferente, nada a ver dessa de querer ser engraçado ou aparecer". 

Frequentador de uma igreja evangélica apesar de os pais não serem religiosos, Whindersson não foi o engraçadinho da escola nem o palhaço da família - ele tem dois irmãos mais velhos e uma irmã caçula - e pretendia ser analista de sistemas ("analista de sistemas ganha uns R$ 10 mil, me disseram"), mas acabou sugado por "esse negócio de internet" depois que a mãe ganhou um computador da empresa em que trabalhava.

"Eu fiz muitos vídeos até saber que podia ganhar dinheiro com aquilo. Não fazia ideia". 

Sucesso
Whindersson relembra o sucesso de sua primeira paródia no Youtube, que lhe rendeu mais de seis milhões de visualizações. "Quando esse vídeo estourou eu cresci o olho um pouquinho. Não por dinheiro, mas pelo negócio de assédio, do pessoal em cima - tira foto, faz isso, faz aquilo. Aí eu gostei da coisa", diz. 

Whindersson ficou famoso com vídeos de humor que misturam paródias a comentários sobre o seu dia a dia - a não ser pelo fato de ele ser um milionário, é apenas o dia a dia de um jovem qualquer, e envolve temas urgentes para essa geração, como estudos, reprovações, namoro, pais e família. Hoje, a responsabilidade que carrega com seus vídeos é maior do que parece. "Tenho uma empresa, tem funcionários. Se eu paro de trabalhar hoje, como é que aquele menino vai pagar o aluguel?".

Roger Waters vem ao Brasil fazer shows em outubro de 2018, em São Paulo e Brasília 

33 
Lugar. É a colocação de "Downtown", música de Anitta em parceria com J Balvin na lista das 50 canções mais tocadas no mundo do Spotify. Desde o fim de semana, a música esteve também em primeiro lugar na lista "As 50 virais do mundo" do serviço de streaming "Ninguém se tocou que tive filho. O corpo muda, né?", Sandy, sobre os boatos de ter colocado silicone 

Prêmio
A música "Despacito", do cantor porto-riquenho Luis Fonsi com Daddy Yankee, conquistou, por seu remix com Justin Bieber, a indicação ao prêmio máximo, de gravação do ano do Grammy. A 60ª cerimônia da premiação está marcada para o dia 28 de janeiro de 2018.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.