Brasil

William Waack é afastado do Jornal da Globo após acusações de racismo

A TV Globo afastou William Waack do Jornal da Globo após o apresentador ser acusado de racismo nas redes sociais. Um vídeo que circula na Internet mostra Waack criticando um motorista ao ouvir barulho de buzina nas proximidades da Casa Branca, em Washington, onde o âncora estava gravando. A informação é do O Povo.

"Tá buzinando por quê, seu merda do cacete? Não vou nem falar, porque eu sei quem é. É preto. É coisa de preto", diz o apresentador em vídeo. "É preto", diz rindo.

Em comunicado emitido na noite desta quarta-feira, 8, a Globo afirma que é "visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações" e que está afastando o apresentador em decorrência do vídeo, "até que a situação esteja esclarecida".

De acordo com a emissora, o vídeo foi gravado durante a cobertura das eleições presidenciais dos Estados Unidos, no ano passado. "Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação", diz a nota.

A empresa informou que, a partir desta quinta-feira, 9, a Globo terá reuniões com Waack para decidir seu futuro na emissora.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.