Brasil

Ex-namorado acusado de matar dançarina cearense é condenado a 11 anos

Anderson Rodrigues Leitão, acusado de matar a ex-namorada, a bailarina cearense Ana Carolina de Souza Vieira, por asfixia mecânica em São Paulo, no dia 02 de novembro de 2015, foi condenado a 11 anos e quatro meses de reclusão pelo crime, nesta terça-feira (5). A decisão foi do 1º Tribunal do Júri do Fórum Criminal da Barra Funda, em São Paulo. O administrador também foi condenado por furtar dinheiro e objetos da vítima. 

Dez anos da pena foram determinados por homicídio qualificado e um ano e quatro meses por furto simples, em regime inicial fechado. 

Anderson confessou ter esganado a dançarina após uma discussão no apartamento onde ela residia, na Zona Sul da capital paulista. Após o crime o acusado permaneceu com o corpo da vítima no local, com incensos acesos e um ventilador ligado, para evitar que o odor chegasse fora do imóvel. 

Em seguida, Anderson fugiu levando U$ 700,00, £ 80,00 e R$ 800,00, além do aparelho celular e cartões bancários da vítima.O corpo dela foi encontrado dois dias depois. 

Além de feminicídio, as outras qualificadoras do assassinato são meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima, homicídio doloso qualificado e ocultação de cadáver.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.