Brasil

Gilmar Mendes manda soltar mulher de Sérgio Cabral

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar nesta segunda-feira a ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB).

Adriana foi condenada a dezoito anos de prisão no âmbito da Operação Calicutee responde a outras três ações penais, sob acusação de lavagem de dinheiro de uma organização criminosa por meio da compra de joias. A mulher de Cabral foi presa preventivamente em dezembro do ano passado e chegou a cumprir a pena em regime domiciliar até março de 2017, no seu apartamento no Leblon, Zona Sul do Rio.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.