Ceará

Mais duas mulheres são mortas no Ceará. São oito casos de assassinatos do gênero em 24 horas

O corpo de Sara Góis, 20 anos, foi encontrado com marcas de tiros em uma estrada, em Pacajus

Subiu para 304 o número de mulheres assassinadas no Ceará em 2017. Nesta quinta-feira (30), mais dois crimes do gênero foram registrados no estado e totalizam oito em apenas 24 horas. Em todo o ano passado, foram 210 casos. Em dois dias, quatro mulheres foram mortas na Região Metropolitana de Fortaleza, duas na Capital e mais duas no interior.

Na tarde desta quinta-feira (30), um duplo assassinato ocorrido na cidade de Massapê, na região Norte do estado (a 244Km de Fortaleza), teve como vítimas uma mulher e, supostamente, seu companheiro. O crime ocorreu dentro de um bar, que foi invadido por um homem armado. Ele disparou tiros contra as vítimas na presença de várias testemunhas. O assassinato foi filmado pelas câmeras de segurança do estabelecimento.

As vítimas foram identificadas por José Gerardo Pinto Filho, 23 anos, conhecido por “Gegê”; e uma mulher identificada somente por Gisele ou “Loura”. Os motivos do duplo assassinato ainda são desconhecidos. A Polícia iniciou as investigações e os corpos das vítimas foram encaminhados ao Núcleo da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) da cidade de Sobral.

Outro caso
O segundo crime ocorreu no começo da tarde na cidade de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (a 49Km da Capital), onde o corpo de uma mulher jovem foi localizado por moradores do bairro Pajeú. A mulher foi assassinada a tiros e deixada em meio a uma estrada de terra num local ermo e de difícil acesso. Posteriormente, com os trabalhos da Pefoce no local, a vítima foi identificada como Sara Góis dos Santos, 20 anos.

A Polícia acredita que a garota tenha sido seqüestrada noutro local e levada pelos assassinos até a estrada, onde aconteceu o assassinato. O corpo de Sara foi encaminhado à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Pefoce, em Fortaleza. 
(Jornalista Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.