Ceará

Ministério Público de Ubajara ingressa com ação civil pública e ex-prefeito Ari Vasconcelos é afastado

A Juíza Anna Karolina Cordeiro de Araújo Carvalhal concedeu, na quarta-feira (06/12), tutela de urgência ao pedido do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), de afastamento do ex-prefeito do município Ari de Oliveira Vasconcelos, hoje chefe de gabinete de Ubajara.
A Ação Civil Pública (ACP), protocolada pelo Promotor Dr. Maxwell de França Barros da Comarca de Ubajara, apresentou que o chefe de gabinete é condenado por improbidade administrativa, pois utilizou veículos do município em interesse particular, estando, portanto, inelegível e impossibilitado de assumir função ou cargos públicos. A multa para o descumprimento da liminar é de R$ 2 mil reais por dia.
A ACP de improbidade administrativa é válida tanto para o ex-prefeito que aceitou o cargo como para o prefeito Renê Vasconcelos que nomeou o pai sabendo que tinha os direitos eleitorais suspensos. Entramos em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura e até o momento não obtivemos uma resposta.
(Ubajara Notícias)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.