Ceará

Mulher queimada viva permanece em estado grave em Fortaleza

Marido da vítima é suspeito. Ele também está internado, mas não corre risco de morte.

A dona de casa Valdênia Arcanjo Barros da Silva, queimada viva pelo companheiro, Paulo Landrel da Silva (37), permanece internada em estado grave no Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro. O crime ocorreu no último dia 5, no bairro Dias Macedo, um dia após uma família ser morta no município de Ipueras, 298 km da capital. Como aconteceu em Fortaleza, o suspeito era casado com a vítima. 

Valdênia teve 70% do corpo queimado. A casa ficou destruída. As duas filhas da vítima, com 6 e 13 anos, conseguiram escapar. O cachorro de estimação da família morreu no incêndio. 

De acordo com o relato de vizinhos, a mulher foi amarrada enquanto o homem ateava fogo nela e na casa. Ela ainda conseguiu sair de casa, com o corpo em chamas e pediu ajuda. A criança mais nova conseguiu se refugiar em uma escola católica ao lado, enquanto a mais velha fugiu e chamou a Polícia Militar. Com a chegada dos agentes de seguranças ele tentou se matar com um facão, mas foi impedido.

O homem argumentou que tinha surtado. Ferido e queimado, o suspeito foi socorrido e passa bem. Valdênia, por sua vez, está em coma induzido e respira com ajuda de aparelhos. Ela teve os órgãos queimados. 

As duas filhas estão com a irmã mais velha e passam por dificuldades financeiras. Por ser maior de idade, Rafaela Barros dos Santos, estuda pedir a guarda das crianças. 

O caso também é acompanhado pela Delegacia de Combate a Exploração da Criança e Adolescente (Dececa), pois a adolescente de 13 anos tinha sofrido abuso sexual pelo suspeito. A filha mais nova de Valdênia teve parte da orelha cortada pelo pai. 

Para doações, a família dispõe da conta abaixo: 
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Ag: 2558
Conta Poupança: 00099637-0
Dioceses Maciel Gomes

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.