Brasil

Pânico na Band se despede da TV após 14 anos no ar

Humorístico "Pânico na Band" se despede da televisão após 14 anos no ar. Especialistas analisam acertos e erros que levaram o programa ao fim.

Após 14 anos no ar, o humorístico "Pânico na Band" vai se despedir. Seu último programa na TV será no próximo dia 31, com especial dos melhores momentos da atração em 2017. A última edição ao vivo ocorrerá já no domingo (17). 

Comandado por Emílio Surita desde os tempos em que passava na RedeTV! (de 2003 a 2011), o "Pânico" se despede com baixa audiência e sem nem a sombra da repercussão de seus tempos áureos. 

Era quando conseguia emplacar imitações marcantes, que conquistaram o país, mas também quadros que expunham os integrantes a situações perigosas, humilhantes e brincadeiras que envolviam perseguições a famosos. 

Agora, continuará existindo apenas no rádio, fórmula que nasceu na Jovem Pan em 1993, deu origem ao programa de TV e continuará abrigando parte dos integrantes. 

Hora certa
De acordo com especialistas, já estava na hora de a atração descansar. "Acho que, caso volte um dia, tem de retornar com outro pensamento. O estilo de curtir com a cara do outro já passou. Essa fórmula deu certo durante um tempo", diz Claudino Mayer, professor da Faculdade Progresso e doutor em comunicação. 

Hoje a audiência sofre para superar os cinco pontos - em 2010, chegou a dar picos de 18. E, muitas vezes, é derrotado pelo concorrente da RedeTV!, "Encrenca!".

O pesquisador de TV Fábio Wajngarten relembra polêmicas do programa: "Já mostrou órgão genital (deslize em um quadro com o ator Felipe Torres, em junho), exagerou em mostrar bundas e não inovou como fazia antes". Mas cita acertos. 

"Há ótimos humoristas lá, como Carioca (Márvio Lúcio), Alfinete (Daniel Peixoto) e o Daniel Zukerman. O quadro 'Beto Salada', que o Daniel faz ao estilo Amaury Jr., é uma ótima sacada", fala o pesquisador.

E oscilar entre boas sacadas e belas mancadas sempre foi uma das características do "Pânico". A panicat Wendy Tavares, que também já foi alvo de brincadeiras, procura não criticar. "Eu prefiro não opinar sobre isso, não sou produtora nem diretora. Eles estão por dentro de como se faz o trabalho. O 'Pânico' fez história", comenta. 

Acertos
Na lista de acertos estão ainda a dança do siri, que virou piada em todo o país quando Wellington Muniz, o Ceará, e Repórter Vergo (Rodrigo Scarpa) decidiram convidar personalidades a imitar o crustáceo. 

O público também gostou das sandálias da humildade, que deixavam celebridades geniosas enfurecidas. Para os saudosos, o programa de rádio do "Pânico", na Jovem Pan, retorna das férias entre janeiro e fevereiro de 2018 normalmente.

A Band só comunicará o fim do televisivo nos próximos dias. A atração que entrará no seu lugar nos primeiros meses do ano será o reality show de casais "De Férias com o Ex Brasil".

Com o final do programa, integrantes do humorístico revelam ter vontade de se manter no ar. De acordo com alguns, a atração serviu para eles aprenderem e mostrarem os seus potenciais.
(Com informações de Leonardo Volpato, da Folhapress)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.