Ceará

Produção de ovinos e caprinos tende a crescer no CE

Sobral. Encantado, desde criança, com o ritmo empregado pelo pai na fazenda da família, o hoje produtor de ovinos Walney Dias Moraes Filho há dez anos resolveu deixar de lado a formação acadêmica em Direito para investir no ramo da criação de animais de corte. 

Apesar da inexperiência e dos muitos conselhos do pai, para que, pelo menos, apostasse na tradicional pecuária, de retorno garantido, Walney enfrentou o desafio e seguiu em frente. Ao longo da trajetória, houve erros e acertos, mas, ao vistoriar os animais confinados na Fazenda Esperança, sua nova aquisição para ampliar o rebanho, de 400 matrizes, o produtor garante que fez a escolha certa, num setor que se encontra em franca expansão, na região Norte. 

Comercialização 
Instalada numa área de 432 hectares, no distrito de Logradouro, município de Santa Quitéria, a fazenda trabalha com animais para corte, da raça Santa Inês, desenvolvida no nordeste brasileiro, resultante do cruzamento das raças Bergamácia, Morada Nova, Somalis e outros ovinos sem raça definida. 

Entre as características que valorizam o animal, de fácil adaptação ao Semiárido, estão a pelagem curta e sedosa; o porte, com média de peso entre 80 e 120 quilos, para os machos, e até 90 quilos para as fêmeas, além da qualidade da carne e do baixo teor de gordura. Walney trabalha com o abate de cordeiros semiconfinados, de até 7 meses de idade. Toda a produção da fazenda atende ao mercado de Sobral, que possui criadores nos distritos de Taperuaba, Aracatiaçu, Jaibaras e Caracará. 

Selo 
De acordo com o produtor, o setor tem crescido, apesar das seguidas estiagens registradas nos últimos anos. "Isso mostra o quanto ovinos e caprinos são resistentes à pouca chuva. Mas, apesar da versatilidade quanto ao preparo da carne, ainda existe um certo receio das pessoas, tanto em produzir, quanto consumir ovinos e caprinos, sempre comparados à criação de gado. Sendo esta uma questão meramente cultural. Mesmo assim, minha expectativa é aumentar o número de animais, em até 2.000 cabeças para 2019", explica o criador, que abate os animais num espaço privado de concessão pública dada pelo Município, que expede o selo de procedência e qualidade dos produtos comercializados. 

É na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Caprinos e Ovinos, entre Sobral e o Município de Groaíras, que os produtores obtém ajuda técnica e científica para potencializar suas produções. O local possui, em média, 900 animais das raças Santa Inês, Somali brasileira e Morada Nova (ovinos); além dos caprinos das espécies Anglo - Nubiana e Saanem.

Para facilitar o manejo, o Centro de Pesquisa utiliza tecnologias como a inseminação artificial, a transferência de embriões e a monta controlada, que disponibiliza um reprodutor para fertilizar até 50 matrizes; tudo para maximizar a produção.

Segundo Eugênio Paceli Lopes, assistente de pesquisa da Embrapa, "hoje temos um nível excelente em muitos aspectos de tecnologia e criação desses animais, com ênfase na extensão rural, que acompanha o dia a dia dos produtores. Outra vantagem é o preço da carne, que agrega qualidade e valores mais acessíveis, em relação aos suínos e bovinos", analisa. 

Qualidade
Por conta de um mercado cada vez mais exigente, uma das pesquisas realizadas pela Embrapa Caprinos e Ovinos diz respeito aos fatores que interferem na qualidade da carne de ovinos e caprinos, que apresenta menor teor de gordura. Daí, a importância do uso de tecnologias para suprir a deficiência de forragens causada pela pouca oferta de chuva, tão característica da região de Semiárido. 

Segundo Eliziane Dorneles de Lima, pesquisadora na área de ovinos e caprinos de corte, "nesses períodos mais secos, os animais necessitam de uma suplementação alimentar.

Por meio da Embrapa, os pequenos e médios produtores da região participam do Acesso Nutri, um assessoramento com recomendação de dietas específicas para o rebanho; também utilizam um aplicativo, ferramenta que auxilia o produtor em relação à alimentação adequada nas baias, além do controle de verminoses. Todas essas tecnologias têm sido validadas entre os produtores", explica. 

Protagonista

Investimento no sonho valeu a pena 
"Larguei a carreira do Direito para investir num sonho de criança de investir na Caprinocultura. As dificuldades têm sido muitas, nesses dez anos, com sucessivas falhas, mas também uma série de acertos. Resultados já podem ser contabilizados" 
(Walney Dias Moraes Filho)

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.