Ceará

Comissão de Segurança do TRE realiza primeira reunião sobre Eleições 2018

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, reuniu os magistrados que compõem a Comissão de Segurança Permanente do TRE-CE nas Eleições 2018, nesta sexta-feira (2) a fim de discutir os diversos aspectos do esquema de segurança para o pleito deste ano. 

Compõem a Comissão de Segurança Permanente o juiz do Pleno do TRE-CE, Francisco Eduardo Torquato Scorsafava, que a preside; e as juízas Adriana da Cruz Dantas, da 95ª Zona Eleitoral (Fortaleza) e Ricci Lobo de Figueiredo Filgueira, da 49ª Zona Eleitoral (Pacajus). 

Participaram ainda da reunião, realizada no Gabinete da Presidência do TRE-CE, o vice-presidente e corregedor regional eleitoral, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, o diretor-geral Hugo Pereira Filho, o secretário de Administração do tribunal, Sérgio Coelho, o assessor-chefe da Presidência, Caio Guimarães, e o chefe de cartório da 118ª Zona Elitoral, José Romaico de Carvalho. 

Ao abrir a reunião, que tratou especificamente da segurança nos prédios da Justiça Eleitoral, nos Cartórios e na Secretaria do TRE, a desembargadora Nailde Pinheiro fez um pequeno relato dos acontecimentos mais recentes que envolvem a segurança no Estado e da necessidade do engajamento do próprio Poder Judiciário para tratar do tema. Segundo a presidente do TRE, “temos que ter vigilância, sabedoria, mas também serenidade, porque o TRE não pode agir isoladamente. Ao contrário, contamos com o apoio das forças de segurança do Estado do Ceará e da Polícia Federal, neste ano em que a Justiça Eleitoral fica em evidência por conta das eleições gerais”. 

A presidente do TRE-CE mencionou a experiência dos magistrados que integram a Comissão de Segurança e afirmou que não medirá esforços “em apoio a todas as decisões a serem tomadas pelos magistrados que saberão buscar as melhores soluções a fim de garantirmos um pleito seguro e de livre manifestação dos eleitores”. 

O presidente da Comissão de Segurança Permanente de Segurança do TRE-CE, juiz Eduardo Scorsafava, reforçou as palavras da desembargadora Nailde Pinheiro: “Vivemos um momento que nos exige muita atenção, mas também muita serenidade, porque a situação é perfeitamente administrável, com o apoio das autoridades da Segurança Pública, em sintonia com outras entidades como a OAB, além do Ministério Público, que certamente estará vigilante para agir quando necessário”, afirmou o magistrado. 

A Comissão de Segurança Permanente (CSP) do TRE-CE passará a se reunir semanalmente, às sextas-feiras, pela manhã, para analisar os relatórios e sugestões enviados pelas unidades da Justiça Eleitoral, na capital e no interior do Estado, buscando tratar dos diversos aspectos da segurança relacionados ao próximo pleito eleitoral.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.