Ceará

Floresta luta, mas é derrotado pelo Botafogo/PB em pleno Presidente Vargas

O Floresta foi valente, lutou até o fim, mas não foi suficiente e está eliminado da Copa do Brasil. O simpático time da Vila Manoel Sátiro foi derrotado por 2 a 0 pelo Botafogo da Paraíba ontem à noite no estádio Presidente Vargas. 

Com o resultado, o Verdão, em sua 1ª participação na competição nacional, se despediu ainda na 1ª Fase, disputada em jogo único. Pelo regulamento, só a vitória classificaria o Floresta, com o Botafogo jogando pelo empate. Após a eliminação, o Floresta volta suas atenções para o Campeonato Cearense, competição na qual é vice-líder com 11 pontos e ainda está invicto. A equipe volta a jogar no domingo, 4, às 16 horas contra o Ferroviário, no estádio Raimundo de Oliveira, em Caucaia.

Empolgado com o título da Taça dos Campeões em cima do poderoso Ceará e a campanha surpreendente no Estadual - o Floresta era líder até o Fortaleza ultrapassá-lo ontem ao bater o Tiradentes - a equipe do técnico Raimundo Vágner começou em cima do Botafogo. Mas com a marcação adiantada demais, permitiu um contra-ataque fatal logo no início do jogo. Aos 3 minutos, Dico recebeu lançamento de Rafael Jataí, o goleiro Mauro falhou ao tentar interceptar o lance, e acabou driblado por Carlos Renato, que bateu forte para abrir o placar: 1 a 0 para o Belo. 

Muita luta
Em desvantagem, o Floresta precisou sair para o jogo e mostrou muita dificuldade para propor o jogo. Seus atletas até tentavam dribles e jogadas individuais, mas eram facilmente desarmados pelos paraibanos, permitindo contra-ataques perigosos. Mas por sorte do time cearense, o adversário também errava muitos passes e desperdiçava seus contragolpes. O Floresta só foi assustar aos 28 minutos, mas Edson Cariús errou a cabeçada com o gol vazio após saída errada do goleiro rival. Ansioso e sem apresentar o futebol coletivo como em outras oportunidades, o Floresta continua cedendo contra-ataques e aos 35, Mauro se redimiu ao fazer defesa espetacular em finalização na pequena área de Nando. No último lance do 1º tempo, Edson Cariús quase empatou de cabeça, acertando a trave adversária.

No 2º tempo o jogo ficou mais equilibrado e aberto, com duas equipes se alternando em ataques ousados e perigosos. Ambas tiveram chances de mudar o placar do jogo, mas o Botafogo foi mais feliz: aos 21 minutos, Allan Dias sacramentou a classificação do Belo em boa trama de ataque.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.