Ceará

IBGE: TV de tubo resiste e ainda é maioria nas residências do Ceará


Considerada antiquada, feia e, desde 2014, fora de fabricação, a tradicional televisão de tubo ainda domina os lares do Ceará. As TVs de tela fina já são maioria em Fortaleza. Mas, em todo o Estado, a versão clássica ainda é mais presente nos domicílios.
As informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua e foram divulgadas nesta quarta-feira, 21, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números são referentes a 2016.
Conforme a Pnad Contínua, 59,3% dos domicílios do Estado com televisão possuem TV de tubo. Já o percentual de moradias com TV de tela fina é de 52,1%. Há casos de residências com as duas versões do aparelho.
Quando se observa a realidade exclusivamente de Fortaleza, o quadro é diferente. Na Capital, 67,3%% das residências com acesso a pelo menos um dos tipos de aparelho de televisão possuem TV de tela fina. Já o tubo está presente em 46,6%. Os percentuais mostram que o Interior sustenta a hegemonia do modelo de tubo no Estado.
O modelo de tubo deixou de ser fabricado no Brasil em 2014, por volta da época da Copa do Mundo.
Conforme os dados a Pnad Contínua, quase todos os domicílios do Ceará possuem televisão. Só 3,6% - equivalente a 2.851 residências - não dispunham do aparelho. Em Fortaleza, o percentual de domicílios sem televisão é de 2,6%, o que equivale a 1.253 moradias.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.