Ceará

Mãe e filho foram assassinados em Caririaçu por conta de suposta briga de famílias

Um duplo homicídio à bala foi registrado por volta das 16h30min desta quinta-feira no interior de uma casa no Sítio Umburanas na zona rural de Caririaçu. A aposentada Maria Luiza Santana Honorato, de 59, tombou sem vida na sala, enquanto o seu filho Rogivam Santana Honorato, de 30 anos, que é agricultor, tentou se refugiar no banheiro, onde foi baleado e morreu.

A polícia foi avisada e esteve no local numa patrulha comandada pelo Sargento Jusceildo com o apoio dos Soldados Duarte, Ramon e Robson a exemplo de uma ambulância do SAMU, cujos profissionais de saúde apenas constataram os óbitos. Os PMs souberam que os acusados identificados apenas por “Valmir” e “Pinto” fugiram numa moto Honda Bros de cor vermelha não sendo localizados nas diligências policiais feitas na área.

A motivação para o duplo homicídio seria uma briga de famílias. Inclusive, naquela mesma localidade, o aposentado José Fabrício de Oliveira, de 69 anos, foi espancado a pauladas e morreu no Hospital Regional do Cariri em Juazeiro. O crime teria sido praticado por um filho de Maria Luiza que chegou a ser preso, mas, na delegacia, ela atribuiu ao seu esposo José Honorato Filho, de 59 anos, o “Zé de Dé”, que se encontra recolhido à cadeia pública de Caririaçu desde o dia 28 de novembro.

Foram os dois primeiros homicídios deste ano em Caririaçu, onde, no ano passado, onze pessoas tombaram mortas. O último assassinato naquele município tinha ocorrido na noite do dia 22 de dezembro, na Rua Carlos Morais no centro, tendo como vítima o jovem Jefferson de Souza Gomes, de 20 anos, foi morto a tiros. Ele morava na Rua Zuli Morais e respondia procedimentos por crime de trânsito e porte de arma de fogo. Segundo testemunhas, os autores do crime fugiram num veículo Troller de cor branca.

Em se tratando de feminicídio, foi a segunda mulher assassinada este ano na região do Cariri. A outra era de Aurora no caso Aparecida Ferreira Lima Rangel, de 40 anos, a “Piriu”, morta por espancamento no dia 14 de janeiro pelo seu companheiro Francisco Erivan Rangel Filho, de 38 anos, que está preso. Já a última morta em Caririaçu foi Sayure Alves Nobre, de 18 anos, no dia 11 de agosto, a qual residia em Juazeiro e dois acusados foram presos.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.