Ceará

Policiais militares evitam depredação de outdoor no Ceará que homenageia Bolsonaro.

Segundo membro do movimento Direita Maranguape, após a placa ser instalada, foi possível perceber um desconforto por parte de pessoas da cidade identificadas com o pensamento de esquerda.
Outdoor em homenagem ao deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro (atualmente no PSC, mas de saída para PSL), colocado na entrada de Maranguape, foi alvo de uma tentativa depredação. A placa foi colocada na última quinta-feira, 15, e o caso aconteceu um dia depois, na sexta-feira, 16, por volta das 23 horas. Mesmo com alguns danos, o outdoor foi inaugurado no último sábado, 17. Um dos participantes do evento foi o youtuber cearense André Fernandes, que ganhou notoriedade por defender ideias de cunho conservador.
Em entrevista ao O POVO Online, o acadêmico de Direito e integrante do movimento Direita Maranguape, Pedro Hítalo, de 22 anos, relata que a denúncia partiu de uma pessoa que passava de ônibus pelo local, que, por WhatsApp, informou os integrantes do grupo de que pessoas estavam depredando a placa. "A gente acionou a companhia da PM, que protamente atendeu o chamado", relata Hítalo. Ele justifica que a velocidade dos policiais se deu por conta da proximidade entre a Delegacia e o local da placa. Na fotografia, é possível visualizar nove policiais em torno do outdoor.
Para Hítalo, após a placa ser instalada, foi possível perceber um desconforto por parte de pessoas identificadas com o pensamento de esquerda.
Sobre a iniciativa em homenagem ao político carioca, Hítalo explica que o Direita Maranguape promoveu uma vaquinha entre os populares e "o pessoal conseguiu colocar o outdoor num terreno que é privado. Os participantes se reuniram e arrecadaram o valor", explica o jovem. Ele informa que o custo completo do outdoor foi de R$ 900.
Propaganda eleitoral
Momentos depois de sua implantação, o outdoor foi acusado de ser uma propaganda eleitoral antecipada, o que é proibido por lei. Em defesa da iniciativa, o acadêmico de Direito cita a lei eleitoral 9.504 de 1997, artigo 36 A, que diz que "não configuram propaganda eleitoral antecipada, desde que não envolvam pedido explícito de voto, a menção à pretensa candidatura, a exaltação das qualidades pessoais dos pré-candidatos e os seguintes atos, que poderão ter cobertura dos meios de comunicação social, inclusive via internet".
Com base no que reza o artigo, ele diz que o outdoor não configura propaganda antecipada por não pedir votos e não mencionar a pré-candidatura do político. Em nome do grupo, ele repudiou qualquer atitude de vandalismo e práticas anti-democráticas.
Polícia Militar
Por meio de nota, a Polícia Militar informou que, no momento, não irá se posicionar sobre o caso, uma vez que ainda está em contato com o comandante da área a fim de colher mais detalhes.
 

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.