Ceará

Criminosos utilizaram as mesmas armas nos três pontos

As impressões digitais de Douglas Matias da Silva, principal suspeito de participar dos crimes, foram encontradas em carro apreendido
Foram utilizadas quatro armas de fogo para executar sete pessoas em três pontos distintos, no crime que ficou nacionalmente conhecido como "Chacina do Benfica", ocorrido no início do mês. Foi o quarto massacre registrado este ano no Ceará. As informações foram divulgadas pela Perícia Forense nesta segunda-feira (26).
De acordo com a Pefoce, foram identificados estojos de calibre 9 milímetros nos três locais. Desta forma, a Perícia concluiu que foi utilizada uma pistola em todos os ataques. Ainda segundo os exames realizados pelo Núcleo de Balística Forense (Nubaf), foi encontrado um projétil de pistola calibre ponto 40 no corpo de Adenilton da Silva Ferreira, uma das vítimas. Quatro armas foram usadas nas execuções.
Um laudo do Laboratório de Identificação Papiloscópia também apontou que o carro Punto, cor branca, tinha impressões digitais de Douglas Matias da Silva, preso dias após o crime.  As digitais foram achadas na parte interna dos vidros e no capô.
ordem para o ataque teria partido da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL II), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. Quatro pessoas já foram identificadas, mas a identificação não foi repassada para não atrapalhar as investigações.
Conforme uma fonte, o que ocasionou a matança foi a perda de armas que pertenciam ao mandante da chacina. Após isso, ele decretou a morte dos que, na opinião dele, teriam facilitado a retenção do material.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.