Ceará

Ferreira Aragão critica decisão de ministro sobre soltura de presos

O deputado Ferreira Aragão (PDT) criticou, no primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (25/04), a decisão do Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, de acatar plano apresentado pela Defensoria Pública para diminuir a superlotação nos presídios.
A ideia, segundo o jornal Extra, é pedir a soltura de presos provisórios há mais de seis meses por crimes patrimoniais e, no caso de condenados, a progressão antecipada para o regime aberto dos que estão em semiaberto, mas já próximos de obter o benefício. Com a autorização do ministro, o plano deve começar a ser executado em junho próximo pelo Estado e a estimativa é que a ação atenda 50 mil detentos até o fim de 2018.
Para Ferreira Aragão, a medida não será positiva para a população. “Não seria o momento de mudarmos a forma punitiva e aproveitarmos a mão de obra de prisioneiros? Isso reduziria os custos do Governo e ainda estaríamos aplicando a remição penal. Vão soltar 50 mil bandidos nas ruas, isso é um absurdo”, condenou.
O parlamentar também questionou a lei sancionada pelo presidente Michel Temer, na última segunda-feira (25/04), que estabelece aumento de pena para roubo e furto que envolva uso de explosivos. No caso do uso de armas de fogo, o aumento da pena, que era previsto de 1/3 até metade e passa a ser de 2/3. “Quer dizer que de arma branca pode, não pode é de revólver?”, reclamou.
Ainda sobre o assunto segurança pública, o deputado parabenizou a Polícia pela prisão dos responsáveis pela morte do diretor de Esportes Amadores e Olímpicos do Fortaleza Esporte Clube, Roberto Mamede Studart Soares, vítima de latrocínio na última segunda-feira (24/04). “Não vi ninguém reconhecer ou elogiar o trabalho da Polícia na prisão dos responsáveis em menos de 24 horas. A Polícia que mais trabalha é a cearense e o cidadão é quem ganha com isso. Vamos elogiar quando se acerta, isso serve de incentivo”, ponderou.
Em aparte, o deputado Evandro Leitão (PDT) reforçou a importância do reconhecimento necessário ao trabalho dos policiais civis e militares do Ceará. "Isso (ação rápida para prender os criminosos) é fruto do empenho e dedicação dos órgãos de segurança”, frisou.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.