Ceará

Ceará tem 2.021 pessoas com tornozeleiras eletrônicas

O Estado do Ceará já possui 2.021 pessoas sendo monitoradas por meio de tornozeleira eletrônica, de acordo com o último balanço do efetivo prisional divulgado pela Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) alusivo ao mês de abril de 2018.
Entre março e abril deste ano, foram 872 pessoas a mais vigiados eletronicamente pelo Núcleo de Monitoramento da Sejus; nos meses anteriores, os números já haviam chegado à marca de 1.800 pessoas, mas havia diminuído drasticamente ao fim do primeiro trimestre de 2018.
De acordo com a Sejus, dos 2.021 com tornozeleira eletrônica, 1.582 são do sexo masculino e 439 são mulheres. Além disso, a maioria (56,3%) cumpre medidas cautelares. Do restante, 25,5% estão em prisão domiciliar; 13,6% em trabalho externo; 4,3% saíram do presídio por decisão fruto de violência doméstica; e 0,3% por saída temporária.
A Sejus implementou a política de monitoramento eletrônico em 2013 e atinge, desde então, pessoas que ganham processos relativos à progressão do regime que está sendo efetivado ou ao cumprimento de medidas cautelares alternativas à detenção.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.