Sobral

Maternidade da Santa Casa de Sobral incentiva doação de leite materno

UTI Neonatal da Santa Casa possui demanda de 36 litros de leite mensalmente, mas doações não alcançam nem 10 litros. Banco de Leite do Hospital Regional também promove ação de incentivo à doação
O leite materno é o alimento mais completo para os bebês e gera uma série de benefícios, garantindo a nutrição adequada, prevenindo doenças e estimulando o cérebro das crianças para um desenvolvimento mais rápido. Para incentivar o aleitamento e a doação de leite humano, postos e bancos de leite no Brasil inteiro promoveram a Semana Nacional de Doação de Leite Humano, com o Dia Nacional sendo celebrado em 19 de maio. Em Sobral, a maternidade Sant’Ana da Santa Casa de Misericórdia promoveu ações para incentivar a doação. A iniciativa também aconteceu no banco de leite do Hospital Regional Norte (HRN).
A demanda da Santa Casa apenas para a UTI Neonatal é de 36 litros de leite mensais. Diariamente são necessários 1,2 litros de leite para alimentar os 15 bebês prematuros internados. No entanto, as doações são de apenas 10 litros mensais em média. A maternidade da Santa Casa de Sobral possui um posto de coleta de leite materno vinculado ao banco de leite do HRN desde 2015, promovendo ações de promoção e incentivo ao aleitamento materno.
“Este é um momento especial para doação”, avalia a coordenadora da maternidade, enfermeira Michelle Prudêncio. “A Santa Casa apoia e promove ações voltadas à promoção, proteção e incentivo ao aleitamento materno”, completa Michelle. Além do posto de coleta, a Santa Casa também apoia a mulher trabalhadora que amamenta. O posto de coleta recebe doações externas e internas. A estudante Jôse Kelly Chaves, 17, já ensaia retirar leite na sala de ordenha. “Meu bebê é prematuro e está mamando na sonda, mas logo quero que ele pegue o peito”, explica.
Para doar leite, é necessário que as mulheres estejam amamentando, estejam saudáveis e realizem um cadastro no posto de coleta. A ordenha de leite pode ser realizada na casa da doadora e armazenado em frascos de vidros com tampa de plástico. O ideal é que o frasco seja esterilizado ao ser imerso em uma panela com água quente para ferver por 15 minutos e seque emborcado. O leite pode ser armazenado por até 7 dias no congelador de casa antes de ser entregue transportado em caixas térmicas com gelo. O leite é encaminhado para o banco de leite do HRN para ser pasteurizado e distribuído com prioridade para os recém-nascidos da UTI Neonatal. “Destacamos o importante papel da sociedade nessa missão de doar”, completa Michelle. A mulher doadora e o leite colhido passam por todos os exames para garantir a qualidade: Hepatite B, Hepatite C, Sífilis e HIV. Os exames são refeitos de forma gratuita na doadora a cada três meses para garantir a qualidade do leite.
A nutricionista da Santa Casa, Kelle Tomais ressalta a importância do valor nutricional do leite materno para os bebês. “É o único que contém anticorpos, protege o bebê das infecções e contém todos os nutrientes na quantidade necessária”, ressalta. Para os bebês prematuros, a necessidade de leite são ainda mais intensas. Os recém-nascidos pré-maturos têm mais necessidades nutricionais, pois possuem baixo estoque de nutrientes, são mais suscetíveis a problemas médicos e possuem o trato intestinal prematuro. “Protege os bebês contra infecções, enterocolite, contra retinopatia da prematuridade, que pode causar cegueira, displasia bronco-pulmonar, além de promover menor tempo de internação hospitalar e fortalece o desenvolvimento cardio-vascular”, avalia Michelle.
Banco de leite
O Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Regional Norte também realizou ações alusivas ao Dia Mundial de Doação de Leite Materno. A programação teve início no dia 8 de maio,  com uma visita guiada ao BLH, serviço neonatologia, Centro de Parto Normal e Obstetrícia para os profissionais da atenção básica compreenderem as atividades e demanda de leite materno requisitados diariamente no hospital. Durante a visita houve também uma roda de conversa sobre manejo na amamentação e cuidados básicos para doação de leite materno.
A segunda etapa aconteceu no dia 16 de maio, quando os profissionais do BLH compareceram ao Centro de Saúde da Família do Bairro Sinhá Sabóia, em Sobral, para ação de coleta de leite humano, conforme demanda de nutrizes da comunidade mobilizada pelos agentes de saúde. A coordenadora do BLH, Samara Andrade, ressalta a importância da doação para a recuperação das crianças internadas no hospital. “Amamentar vale ouro, cada gotinha faz a diferença na vida desses pacientes. Reforço o convite para as mamães que estão amamentando e têm excedente, pois essas doações e ajudam a salvar vidas." (Com informações do HRN)
Serviço
Posto de coleta da Santa Casa
Horário: 7h ás 19h
Contato: (88) 3112-0589

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.