Ceará

Leão volta a vencer na Série B e dispara na liderança

Com um gol de Dodô e outro do zaguiro Diego Jussani, o Fortaleza superou a forte marcação do Brasil de Pelotas/RS, vencendo o time gaúcho por 2x0, ontem à noite na Arena Castelão, pela 11ª rodada da Série B. O resultado fez o Leão avançar na liderança da competição, agora com 26 pontos ganhos.
Na próxima rodada, dia 23/06, o Leão receberá o Oeste/SP, outro velho conhecido, também na Arena Castelão, pela 12ª rodada da Série B.
Não foi um primeiro tempo fácil para o Leão do Pici. O Brasil mantinha o seu estilo de jogo, com marcação forte, usando de jogadas faltosas em quase todos os lances em que estava sem a bola. Várias faltas que mereceriam o cartão amarelo foram negligenciadas, por parte do árbitro, que sempre considerava a confrontação normal, de jogo.
Com dois "pontas" abertos, Edinho pela direita e Marcinho, pela esquerda, com Dodô flutuando pelo meio e Felipe se apresentando para organizar as jogadas ofensivas, o Leão foi para cima. Entretanto, havia uma marcação muito compacta no meio-campo dos gaúchos e também em cima dos extremas do Tricolor do Pici.
O Xavante compactou muito a pegada na meia cancha, de tal modo que o Leão ficou tocando a bola, buscando o espaço, tendo 61% de posse de bola, mas com pouca penetração na área. O centroavante Wilson ficou muito marcado pelos zagueiros e não conseguiu produzir muito na primeira etapa.
Quando os espaços estavam cada vez mais escassos no campo de defesa do Brasil, apareceu a pontaria do meia Dodô. Ele acertou um chute de fora da área, no alto. A bola ainda desviou na trave e entrou, sem chances de defesa para o goleiro Marcelo Pitol. Um belo gol, que daria mais tranquilidade aos leoninos, aos 32 minutos.
O Fortaleza ampliou o placar aos 41 minutos. Em cobrança de falta na área, Diego Jussani cabeceou e marcou 2x0 para o Leão, ao disputar a bola com o goleiro e um defensor do Brasil.
No segundo tempo, o técnico Clemer fez duas alterações. Saíram Toty para a entrada de Wellington Júnior e Mossoró, substituído por Kaio. E o time ficou mais ofensivo. O Brasil impôs uma pressão que durou até os 15 minutos da segunda etapa. Aos poucos, entretanto, o Tricolor foi equilibrando as ações e voltando a produzir. Tanto o Brasil como o Fortaleza criaram situações de gol no segundo tempo, mas o Tricolor do Pici manteve o jogo sob controle. As alterações surtiram efeito e o time manteve 100% em casa.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.