Sobral

Primeira Central de Tratamento de Resíduos do CE será em Sobral

Localizada na CE-183, nas proximidades da BR-222, neste Município do Norte do Estado, a Central de Tratamento dos Resíduos (CTR) segue com obras avançadas. O equipamento, orçado em R$ 33 mi, faz parte do Consórcio de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Sobral (CGIRS-RMS), composto pelos municípios de Alcântaras, Cariré, Coreaú, Forquilha, Frecheirinha, Graça, Groaíras, Massapê, Meruoca, Moraújo, Pacujá, Pires Ferreira, Reriutaba, Santana do Acaraú, Senador Sá e Varjota, sendo Sobral, a sede.
A estrutura contará com aterro sanitário equipado com unidades de tratamento de resíduos da construção civil e da saúde, além de um pátio para compostagem. Ao dar um destino correto aos resíduos, Sobral espera gerar oportunidade de negócios e renda num setor ainda pouco explorado na região. Os municípios consorciados terão acesso a seis estações de transbordo de materiais, o que diminuirá o trajeto até o destino final.
Além das etapas de infraestrutura da CTR e a criação das estações de transbordo, o projeto de instalação do Consórcio prevê centrais municipais de reciclagem com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Outra parte do projeto atenderá a estudos de gestão, planos de gestão integrada, planos de coleta seletiva, bolsa-reciclagem, além da criação de um Condomínio Verde. "A expectativa é que essa estrutura inicie sua operação em agosto próximo", afirma Marília Ferreira Lima, secretária do Urbanismo e Meio Ambiente de Sobral.
No Estado, apenas seis municípios possuem algum tipo de solução adequada para os resíduos, a maioria, ainda se utiliza de lixões. "Daí, a importância de uma gestão integrada", afirma o analista de Regulação da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce), Alceu Galvão, Ele divulga para o primeiro semestre de 2019 a entrega da CTR de Limoeiro do Norte, no Vale do Jaguaribe, que reúne 11 municípios consorciados. A operação das duas centrais será feita por empresas privadas, cabendo à Arce, a regulação e fiscalização.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.