Copa do Mundo

Sérvia fura bloqueio da Costa Rica com golaço de falta e sai na frente no grupo E

No estádio de Samara, a Costa Rica queria manter o bom retrospecto em estreias de Copa do Mundo, tendo vencido três de seus últimos quatro jogos. Mas a Sérvia é que manteve sua invencibilidade contra times da Concacaf e saiu na frente no grupo E.
O esquema mais recuado da Costa Rica, que apostava nos contra-ataques, foi furado graças à uma cobrança de falta perfeita de Kolarov no começo do segundo tempo. A vitória por 1 a 0 deixa os sérvios na liderança do grupo que tem ainda Brasil e Suíça neste domingo, às 15 horas (de Brasília).
A Costa Rica deixou clara sua proposta defensiva, mas terminou o primeiro tempo com mais finalizações que os rivais. A Sérvia, por outro lado, teve mais tempo de posse de bola e as melhores oportunidades de abrir o placar.
Aos 27, Milinkovic-Savic, disputado por muitos times no mercado europeu, recebeu um belo lançamento de Kolarov, dominou sozinho na altura da marca do pênalti e tentou bater de esquerda, mas o chute saiu mascado, fraco, e ficou sem problemas nas mãos de Navas.
Mas o mais belo lance saiu aos 43, mais uma vez com Milinkovic-Savic. O jovem de 23 anos emendou uma bicicleta e Navas se esticou todo para fazer a defesa. O lance acabou sendo paralisado por impedimento, mas o replay mostrou que a posição era regular. Caso a bola tivesse entrado, o árbitro de vídeo entraria em ação.
A segunda etapa começou com mais uma boa defesa de Navas. Mitrovic tabelou com Milinkovic-Savic e recebey de volta na frente do goleiro. O toque buscava o canto, mas foi desviado pelo goleiro do Real Madrid.
Aos 10, enfim, não deu para o goleiro da Costa Rica. Kolarov cobrou falta com muita categoria, mandando a bola no ângulo esquerdo de Navas, que se esticou demais e não conseguiu chegar na bola para evitar o 1 a 0. Era o terceiro gol de falta no Mundial russo, já igualando o número que tivemos na Copa de 2014.
A seleção costa-riquenha teve que se abrir um pouco mais atrás da igualdade, com a entrada de Joel Campbell, destaque em 2014, no lugar de Ureña. A posse de bola mudou de lado, mas o goleiro Stojkovic não levou muitos sustos.
Foram os sérvios quem seguiram levando as melhores chances, como aos 31, quando Kostic tinha tudo para marcar, mas Navas conseguiu um leve desvio antes da bola chegar no jogador e evitou o segundo gol.
Aos 41, Mitrovic teve tudo para marcar o segundo gol, mas caiu ao tropeçar em Giancarlo González, que tentou tirar com um carrinho. Os jogadores chegaram a cobrar do árbitro a marcação do pênalti, mas o lance sequer foi revisto.
Nos acréscimos, pressão da Costa Rica e tentativa de contra-ataque mal aproveitado pela Sérvia. Após um lance na lateral do campo, na frente do banco da seleção da América Central, o clima esquentou com uma confusão entre jogadores sérvios e membros da comissão técnica adversária. Mas logo a situação foi controlada.
Quando já eram sete minutos de acréscimos, a arbitragem usou o VAR para revisar uma agressão de Prijovic, que acabou recebendo cartão amarelo apenas
O próximo jogo da Sérvia é na sexta-feira, em Kaliningrado, contra a Suíça, às 15 horas (de Brasília). Mais cedo, às 09 horas, a Costa Rica enfrenta o Brasil, em São Petersburgo.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.