Copa do Mundo

Uruguai vence Egito no sufoco e quebra tabu de 48 anos em Copas; Salah fica no banco

Com a vitória por 1 a 0, os uruguaios ocupam a segunda colocação do Grupo A, com os mesmos três pontos da Rússia, mas pior saldo de gols
Nesta sexta-feira (15 de junho) Uruguai e Egito estrearam na Copa do Mundo da Rússia, em Ekaterinburgo, finalizando a primeira rodada da fase de grupos no Grupo A. Apesar do leve favoritismo que tinham para o confronto, os uruguaios venceram no sufoco, por 1 a 0, mesmo com os egípcios não contando com o seu camisa 10, Mohamed Salah. Com o resultado, os uruguaios ocupam a segunda colocação da chave, atrás do anfitriões, quem têm melhor saldo de gols.
Com seu time completo, incluindo duas estrelas Luis Suárez e Edinson Cavani, o Uruguai até tomou mais partido no ataque, entretanto, os egípcios conseguiram segurá-los na defesa por boa parte do jogo. Até o 1° tempo, o lance mais perigoso da partida foi ainda aos 32 minutos. Suárez perdeu chance incrível, cara a cara com o goleiro El Shenawy, com a bola carimbando a trave.
O gol dos uruguaios saiu apenas aos 44 minutos da etapa final, com o zagueiro José Giménez aproveitando cobrança de escanteio e cabeceando para sacramentar a primeira vitória da equipe no Mundial.
Quanto a Salah, o técnico do Egito, Héctor Cúper, preferiu não o colocar em campo. Se recuperando de entorse no ombro esquerdo, após choque duro com Sergio Ramos na decisão da Champions League, o camisa 10 passou todo o jogo no banco de reservas. A tendência é que ele esteja pronto para o segundo confronto, contra a anfitriã, Rússia, na próxima terça-feira (19). Os uruguaios agora enfrentam a Arábia Saudita na próxima rodada, na próxima quarta-feira (20).

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.