Ceará

Mikaelton Carantino é o sexto candidato ao Governo do Ceará

O Partido da Causa Operária (PCO) lançou, neste fim de semana, candidatos a senador e governador do Ceará. Mikaelton Carantino, 40 anos, foi indicado pela Executiva Nacional do partido. Com ele, sobe para seis o número de postulantes ao Palácio da Abolição.
Para o mandato 2019-2022, disputam ainda Camilo Santana (PT), que busca a reeleição; Ailton Lopes (Psol), Francisco Gonzaga (PSTU), Hélio Góis (PSL) e General Theophilo (PSDB).
Natural de Orós (Centro-Sul cearense), Mikaelton é filiado ao PCO há dois anos. Ele é professor de matemática da rede estadual de ensino, sindicalista, e também faz parte da diretoria, como representante zonal da Apeoc (antes Associação dos Professores do Estado do Ceará e hoje Sindicato dos Servidores Públicos de Educação e Cultura do Estado do Ceará).
Como vice, na chapa pura, entra o engenheiro operacional Lino Almeida, natural de Juazeiro do Norte.
O PCO não tem coligações locais, mais apoia Lula nacionalmente. A sigla, aliás, foi fundada em 1995 por operários dissidentes do PT.
Já como candidato ao Senado pelo PCO está Alexandre Barroso, 42, servidor público. Agente de saúde e participante de conselhos e movimentos pela qualidade da Saúde Pública, ele está no PCO há três anos.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.