Brasil

Em agenda no Nordeste, Ciro diz ser o único candidato nordestino e alfineta Haddad

Com agenda em três estados do Nordeste neste domingo (23), o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, aproveitou para se posicionar como "o único candidato nordestino" e alfinetou o rival Fernando Haddad (PT), dizendo que o Brasil não pode ter "um presidente por procuração".
Com elogios ao ex-presidente Lula, que tem alta popularidade na região, Ciro lembrou que foi ministro do petista, e disse que "nunca precisou usar o nome do Lula para garantir a vitória nas eleições".
O pedetista procurou ressaltar sua familiaridade com a região, repetindo frases quase idênticas nos três estados pelos quais passou: Piauí, Maranhão e Pernambuco.
"Até Haddad saber que Karnak não é no Egito, já se passaram os quatro anos", afirmou o pedetista em Teresina, numa menção ao Palácio de Karnak, sede do governo do Piauí. Já no Recife, disse que "até Haddad saber onde fica Salgueiro, em Pernambuco, já acabou a eleição".
O pedetista ainda não poupou críticas à gestão de Haddad na prefeitura de São Paulo, e disse que, quando o petista tentou se reeleger, acabou "rejeitado pela esmagadora maioria das pessoas que votaram nele".
"Haddad perdeu em todas as urnas de São Paulo, em 100% dos bairros pobres. Isso deveria pôr o brasileiro pra pensar um pouco", disse, em evento no Recife.
"Acham que está na hora de fazer experiência com o Brasil na pior crise da nossa nação? Compromisso com o pobre é aqui!", declarou no Maranhão, apontando para o próprio peito.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.