Ceará

Leão vence Vila Nova no Castelão e abre vantagem na liderança

O Fortaleza reencontrou o caminho das vitórias. Após quatro jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro da Série B. o Tricolor bateu o Vila Nova por 2x0, na noite desta sexta-feira na Arena Castelão, chegando aos 50 pontos e se consolidando ainda mais na liderança da competição.
O atacante Ederson foi decisivo para que o Leão do Pici encerrasse a sequência de quatro jogos sem vencer, ao entrar no segundo tempo e marcar os dois gols da partida. O próximo confronto do Tricolor será novamente na Arena Castelão, na terça-feira, dia 25/09, às 19h15, contra o São Bento/SP.
Desde o princípio do jogo era possível verificar duas propostas definidas de jogo. De um lado o time do técnico Rogério Ceni, que sempre joga propondo o jogo, buscando o ataque. Do outro lado, uma ideia de jogo própria da Série B: jogar fechado, com marcação forte, buscando o contra-ataque, aproveitando o erro do adversário. Mesmo assim, o Vila exercia a sua função com qualidade, pois seus contra-ataques eram perigosos.
Chances
Vale lembrar, que mesmo jogando fechado, o Vila Nova teve as duas melhores oportunidades de gol do primeiro tempo. O Fortaleza tocava a bola, tendo mais de 60% de posse, entretanto, sem conseguir penetrar no ferrolho armado por Hemerson Maria e fielmente executado.
O Tricolor martelava, tocava a bola de todos os lados, utilizava só um volante, no caso Felipe e partia para cima, mas não conseguia finalizar. Aos 25 minutos, em contra-ataque, Mateus Anderson recebeu bola na direita e chutou forte, mas o goleiro Marcelo Böeck espalmou. O Fortaleza teve só cruzamentos na área e chutes para fora do gol.
A outra bola perigosa, foi quando houve um escorregão do lateral Tinga, Mateus Anderson escapou pela ponta, cruzou e de cara para o gol, Alex Henrique cabeceou, sozinho, diante de Marcelo Bôeck. A bola passou por sobre a trave.
O Fortaleza jogou melhor no segundo tempo, quando foi mais efetivo. Aos 14 minutos, o atacante Marcinho avançou pela diagonal, driblou dois e foi derrubado por Gastón Filgueiras, que já tinha cartão amarelo. Resultado: foi expulso.
Aos poucos, Rogério Ceni fez alterações que resolveram a partida. As entradas dos atacantes Rodolfo e Ederson foram determinantes para o placar. Aos 34 minutos, Rodolfo chutou a gol, a bola desviou em Lucas Braga e o árbitro viu desviar na mão dele, marcando pênalti. Ederson cobrou com força e converteu e aos 42, Gustavo serviu a Ederson, que chutou rasteiro e fez 2x0.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.