Brasil

Para eleger Haddad, o governador diz que vai procurar até Tasso Jereissati

O governador Camilo Santana encontra-se em São Paulo, onde discute com o candidato a presidente da República, Fernando Haddad (PT), como participará da campanha de segundo turno. Em entrevista à Folha de S.Paulo, mostrou-se engajado e disposto a lutar contra o retrocesso e pela democracia.
“Nós vamos fazer de tudo para trabalhar pelo Haddad, mostrar que ele representa o progresso e o futuro do país. O Bolsonaro representa o retrocesso ao que a democracia conquistou”, acentuou Camilo, proporcionalmente o governador mais bem votado do País.
Para o chefe do executivo cearense, todas as pessoas de bem e que querem o bem do País precisam e devem ser buscadas. Perguntado pela Folha sobre procurar Tasso Jereissati, reagiu:
“Eu vou procurar todos. Vamos esperar um pouco como se dará o comportamento nacional e, a partir daí, vamos procurar todos os novos eleitos para poder construir os caminhos para ajudar o Ceará”.
Camilo defende a tese de que Fernando Haddad tem de se apresentar não como candidato simplesmente do PT, mas como alguém acima do PT. “Tem de se colocar como nome disposto a dialogar com todos os segmentos e unir o país… tem de se colocar como nome acima do partido, que possa agregar várias forças e tendências políticas no país, que querem o fortalecimento da democracia e não querem o retrocesso… Fazer um aceno ao mercado, garantir respeito aos contratos e passar credibilidade… E ele vai precisar chamar o PSDB e os partidos de direita e de esquerda. O Brasil não pode continuar nisso”, concluiu o petista.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.