Ceará

Senador eleito Eduardo Girão mantém apoio a Bolsonaro

Contrariando as pesquisas eleitorais, o empresário Eduardo Girão (PROS) foi eleito senador para os próximos oitos anos. Seu mandato começa apenas em fevereiro do próximo ano, mas o parlamentar já traça planos. Em entrevista ao Jornal da Cidade, o senador eleito atribuiu a sua vitória a um "milagre" e ao povo cearense. Dias antes do primeiro turno, Eduardo Girão anunciou o apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).
"Eu não sei se isso [apoio a Bolsonaro] ajudou ou atrapalhou. Ele não é o candidato dos sonhos", comentou. Porém, segundo o empresário, "dentro dos debates, foi o único que se posicionou contra absurdos", explicou. Entre as pautas em comum, está a proibição ao aborto e drogas. Apesar disto, Eduardo Girão é contra o porte de armas para toda a sociedade, algo fervorosamente defendido pelo candidato do PSL. "Temos mais coisas em comum que divergências", emendou, garantindo que será um contraponto a projetos que o presidenciável apresentar e ele, como representante, não concordar. O empresário ainda disse ser favorável que cada um tenha sua arma em casa, mas não concorda que as pessoas tenham autorização para andar nas ruas com elas.
Eduardo Girão acredita que sua vitória representa o momento político em que o Brasil se encontra. "Estamos vivendo a ruptura com a quebra do sistema", explicou. Para renovar a política, o empresário ainda defende que candidaturas avulsas possam ser registradas, sem a necessidade de partidos.
Na eleição, foi oposição ao governador reeleito Camilo Santana (PT). Entretanto, garante que será parceiro do chefe de Estado, em prol dos interesses do povo. "Fui eleito pelo Ceará e vou o representar. Vou trazer recursos, debates, vou ser parceiro do governador", disse.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.