Ceará

Camilo Santana reduzirá número de secretarias e de cargos públicos na estrutura administrativa do Estado

O governador Camilo Santana irá reduzir o número de secretárias de 27 para 21, além de cortar quase mil cargo públicos na estrutura administrativa do Estado.
As medidas foram decididas hoje, 11, após reunião no Palácio da Abolição envolvendo membros do Comitê de Gestão por Resultados e Gestão Fiscal (Cogerf), o chefe de Gabinete, chefe da Casa Civil e secretário do Planejamento e Gestão do Estado, respectivamente, Élcio Batista, Nelson Martins e Maia Júnior.
Conforme explicou Maia Júnior, as duas medidas são referentes a reforma administrativa que será implementada a partir de 2019 na nova gestão de Camilo, e que causarão um impacto positivo de economia em R$ 28 milhões por ano para o Ceará.
Todas as medidas virão em forma de mensagens detalhando as ações, que deverão seguir, nas próximas horas, para a Assembleia Legislativa, e decretos que sairão publicados no Diário Oficial do Estado.
Confira o quadro geral:
Secretaria da Justiça e Cidadania vira Secretaria de Gestão Penitenciária, que vai incorporar a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social;
Casa Civil permanece e irá incorporar Gabinete do Governador e da Vice;
Secretaria do Planejamento e Gestão permanece;
Secretaria da Fazenda permanece;
Procuradoria-Geral do Estado permanece;
Controladoria Geral do Estado permanece;
Secretaria da Saúde do Estado permanece e absorve as funções da Secretaria que Políticas sobre Drogas;
Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social permanece;
Secretaria da Educação do Estado permanece;
Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior permanece;
Secretaria de Infraestrutura do Estado permanece;
Secretaria de Recursos Hídricos permanece;
Secretaria do Desenvolvimento Agrário permanece;
Secretaria das Cidades permanece;
Secretaria do Meio Ambiente do Estado permanece;
Secretaria do Turismo do Estado permanece;
Secretaria da Cultura do Estado permanece;
Secretaria de Agricultura e Pesca perde a condição de secretaria.
Casa Militar e Conselho de Educação do Estado perdem status de secretaria;
Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) ganha status de Secretaria
Detalhe: No pacote, 17 secretarias são de caráter finalístico, enquanto 4 passam à condição de assessoramento. São elas: PGE, Casa Civil, Controladoria Geral de Disciplina e Controladoria e Ouvidoria do Estado.
Repórter Ceará

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.