Brasil

Desafio para Bolsonaro: caminhoneiros já se articulam para nova paralisação em janeiro

O presidente eleito Jair Bolsonaro tem, antes mesmo de assumir o comando político e administrativo do País, um grande desafio: tentar evitar uma nova paralisação nas estradas brasileiras.
O desafio nasce com o anúncio sobre os caminhoneiros que começaram a se articular nos grupos de WhatsApp para uma nova paralisação, prevista para o dia 22 de janeiro – dois dias depois da revisão da tabela do frete mínimo, marcada para o dia 20.
O motivo da nova greve, conforme reportagem no site do Jornal o Estado de São Paulo, seria o descumprimento da tabela, que, segundo eles, ainda não está sendo colocada em prática pela maioria do mercado.
De acordo com Bruno Tagliari, do Comando Nacional dos Transportes (CNT) do Rio Grande do Sul, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) não tem feito o trabalho de fiscalizar corretamente a aplicação da tabela do frete. Hoje, diz ele, a maioria dos caminhoneiros está à míngua.
Neste fim de ano, estamos tendo de escolher se pagamos a manutenção dos caminhões ou colocamos a comida dentro de casa.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.