Brasil

A democracia revela alguma fratura, diz Dodge sobre Jean Wyllys

Segundo a procuradora-geral da República, a desistência do mandato pelo deputado, devido a ameaças de morte, "deve despertar nossa atenção e nosso repúdio"
Ao dar posse a um novo membro do Ministério Público Federal (MPF), nesta sexta-feira (25), a procuradora-geral da República Raquel Dodge enfatizou que o órgão tem como dever previsto pela Constituição a proteção da ordem democrática.
De acordo com ela, essa atribuição destaca-se especialmente hoje, pois coincide com o momento em que o deputado federal Jean Wyllys (Psol) desistiu do novo mandato, em razão de ameaças de morte.
“Toda vez que há coação, há ameaça e há violência, faz cessar a liberdade de expressão. E se, além disso, faz cessar também o mandato de alguém eleito pelo povo, a democracia revela alguma fratura. E isso é um fato importante de ser assinalado porque o que nós queremos é que este seja um país de competência entre opiniões diferentes, um país em que haja divergências e pluralidades, um país que acolhe a todos. Pessoas que têm diferentes opiniões, visões de mundo, mas que encontrem no caminho da convivência democrática a liberdade necessária para ter a sua opinião respeitada, o seu modo de ser protegido, a sua identidade como pessoa e ser humano amparado pela Constituição Esse acontecimento, deve despertar nossa atenção e nosso repúdio porque o bom é que qualquer eleito pelo povo possa cumprir livremente o seu mandato”, destacou a procuradora-geral.
Notícias ao Minuto

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.