Brasil

Lula nega acusações do ex-ministro petista Antônio Palocci

O ex-presidente Lula, que cumpre pena de 12 anos em Curitiba, negou as acusações de Antônio Palocci sobre o recebimento de propina da Odebrecht em dinheiro vivo.
As informações foram anexada ao inquérito na última quinta-feira (17) e divulgadas na sexta-feira (18).
Em nota, a defesa argumenta que a Lava-Jato tem quase 200 delatores e a todos perguntaram sobre Lula, mas nenhum apresentou provas contra o ex-presidente.
Confira na íntegra
“A Lava Jato tem quase 200 delatores beneficiados por reduções de pena. Para todos perguntaram do ex-presidente Lula. Nenhum apresentou prova nenhuma contra o ex-presidente ou disse ter entregue dinheiro para ele. Antonio Palocci, preso, tentou fechar um acordo com o Ministério Público inventando histórias sobre Lula. Até o Ministério Público da Lava Jato rejeitou o acordo por falta de provas e chamou de ‘fim da picada’.
Mas o TRF-4 decidiu validar as falas sem provas de Palocci, que saiu da prisão e foi para casa, com boa parte de seu patrimônio mantido em troca de mentiras sem provas contra o ex-presidente. O que sobra são historinhas para gerar manchetes caluniosas.
Todos os sigilos fiscais de Lula e sua família foram quebrados sem terem sido encontrados valores irregulares. Há outros motoristas e outros sigilos que deveriam ser analisados pelo Ministério Público, que após anos segue sem conseguir prova nenhuma contra Lula, condenado por ‘atos indeterminados’. Curiosa a divulgação dessa delação sem provas justo hoje quando outro motorista ocupa o noticiário”.
 Ceará News 7

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.