Ceará

Visitas a penitenciárias permanecem suspensas; Estado espera reforço federal de agentes

Presente na primeira sessão legislativa do ano, na Assembleia, o secretário da Administração Penitenciária (SAP), Mauro Albuquerque, confirmou que as visitas a algumas das unidades prisionais do Estado permanecem suspensas. A sessão é realizada na manhã desta terça-feira, 5, com o governador Camilo Santana e secretários.
A pasta ainda não listou as unidades com visitas suspensas. Contudo, segundo o secretário, é certo que a frequência de visitas será reavaliada e devem ter mais "decência e segurança", disse Mauro. É esperado reforço de, pelo menos, 90 agentes penitenciários providos pelo Governo Federal.
"Se você der espaço, ele (crime) vai tentar tomar. É fato. A partir do momento que o Estado está presente, dificulta. Com isso, a gente cessou a fonte de renda do preso dentro do sistema penitenciário", completou o titular da SAP, elogiando Moro e Bolsonaro.
"O Ceará enfrentou um problema que afeta todo o País há décadas, negligenciado sobretudo pelo chefe da nação, que transferiu para estados e municípios a responsabilidade de enfrentar sozinhos um problema que é de todos. Armas e drogas pesadas entram pelas fronteiras e abastecem o crime organizado", disse Camilo, em discurso aos deputados eleitos para o termo 2019-2022, também mencionando o apoio recebido pelo Governo Federal. "Não haverá trégua contra a criminalidade. No Ceará, não iremos permitir que cadeias sejam escritórios do crime e que bandidos tenham regalias".
O Povo Online

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.