Brasil

Folha aponta que Moro não é superministro, mas sim funcionário de um despreparado

Em editorial publicado nesta segunda-feira, a Folha de S. Paulo aponta que o caso Ilona Szabó revela que o ex-juiz Sergio Moro não tem carta branca no governo e o coloca na condição de um funcionário de um presidente neófito e despreparado. "O caso contribui, ademais, para desmistificar a condição de superministro atribuída a Moro desde a formação da equipe do presidente Jair Bolsonaro (PSL)", diz o texto do editorial.
"A ideia de um mandatário voluntariamente tutelado por nomes de excelência técnica pode parecer sedutora —o próprio Bolsonaro a estimulou, em particular no caso de Guedes, seu 'posto Ipiranga', que tornou sua candidatura mais palatável a boa parte das elites intelectual e econômica do país. Trata-se de uma ilusão, porém, imaginar que se possam delegar tão facilmente os poderes e as responsabilidades do presidente. Afinal, neófito e despreparado, foi ele quem obteve quase 58 milhões de votos há apenas quatro meses", aponta ainda o editorial.
Brasil 247

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Tecnologia do Blogger.